10/06/2016

Responda quem souber, se quiser!

Quem terá sido o autarca viseense ex-aluno da faculdade de direito há 10 anos atrás que segundo consta terá sido apanhado a copiar num exame e de quem o conselho pedagógico da FDUC pediu a exclusão por um semestre?

Bem haja caro leitor!

Um dos advogados ao serviço da CMV ou alguém por sua solicitação continua a justificar a avença. Pouco conhecedores da informática deixam rasto tal que nem precisa de monitorização. Fico grato por ter tão aficionado leitor apesar de o blog agora ter tão pouca actualização.

26/05/2016

Está borrada a pintura!

O Presidente em exercício, Jorge Sobrado, teve uma ideia muito moderna de pintar paredes, tal como se tem feito em quase todas as cidades do país. No primeiro ano chamou decoradores de fora, a coisa correu mal e os artistas locais decidiram "pintar" paredes anti-Presidente em título; este ano decidiu chamar decoradores de exteriores locais para executarem o seu trabalho e a coisa correu mal. Um dos artistas adoptou o estilo de Guilherme Almeida.

25/05/2016

Fica tudo dito!

Vivemos de facto, tempos novos e não novos tempos... os tempos do "kamarada" e conterrâneo viseense Mário Nogueira que chegou a Lisboa e nunca devia sequer ter saído da terrinha e os tempos do companheiro Alves que ofende a Língua a torto e a direito. Além da ignorância comum ainda a circunstância de ambos serem professores por formação! 

04/05/2016

Seria cómico se não fosse trágico!

Almeida Henriques, salvo melhor opinião, não se tornou conhecido por ter muitas e boas ideias, para isso foi buscar o visionário Dr. Sobrado. Chegado ao burgo e convencido que em terras de cegos quem tem olho é rei, logo o assessor pau para toda a obra, que é um tipo moderninho e sofre dos defeitos de todos os tipos moderninhos, tratou de tratar tudo como sendo uma questão de comunicação, apresentação ou estilo, sendo que o conteúdo é irrelevante,e  assim, a exemplo de quase todas as capitais de distrito do país, aderiu à street art por encomenda como se fosse a última coca-cola no deserto da modernidade, não percebendo que está a ser arrastado na onda pacóvia e pindérica em que todos os pós-modernos e novos ricos são apanhados. Que Almeida Henriques não é forte em questões de gosto, já todos percebemos, por isso a cidade exige um esforço redobrado ao Dr. Jorge Sobrado. A recusa da intervenção no prédio da caixa é um bom momento para o líder da autarquia Jorge Sobrado parar e pensar. Será que festas, vinho, street art fora do contexto local, tuk tuk´s e muita propaganda é o melhor caminho para 2017? Olhe que o Dr. Ruas anda atento e o povo gosta de contas direitas. 

17/04/2016

Menos paleio e mais obra, diz Fernando Ruas!


"O autarca contou que já nem convida a AICEP para a captação de investimento, justificando: “sou mais eficaz quando estou sozinho”."
Nota-se bem!

Da meritocracia!

Sair no Expresso, Observador, Publico e Viseu Senhora da Beira no mesmo dia não é para todos. Deixo os parabéns ao novo Sec Estado João Paulo Rebelo e a minha compaixão para com os contribuintes que vão pagar nova aventura do ex-jotinha.