01/01/2005

Ano 2005 - Falar verdade!

A Associação Empresarial da Região de Viseu (AIRV) apela aos "principais partidos" nacionais que, durante a campanha eleitoral, se "abstenham de fazer promessas irrealistas". Em vez disso, propõe-lhes - num comunicado intitulado "Manifesto AIRV: Ano 2005 - Falar verdade!" - que apresentem "um programa dirigido à resolução dos problemas estruturais da região e do país", que não procure "iludir as reais dificuldades".
"Se a campanha se limitar a repetir promessas não fundamentadas, no plano meramente ilusório, o voto constituirá mais uma vez uma oportunidade perdida", alerta Luís Paiva, presidente da AIRV, acrescentando que o país nunca alcançará um desenvolvimento sustentado, mantendo "os habituais procedimentos de 'fazer e desfazer' consoante os humores dos diferentes Governos em exercício". Por isso, conclui que "chegou a altura de exigir dos principais partidos que falem claro ao povo português" e que se "abstenham de fazer promessas irrealistas"....
In Jornal Público
Pois é, bem precisamos de voltar a acreditar! Que 2005 seja para todos um ano melhor!!!

A minha descendência!...

Desculpem lá... esta não tem a ver com Viseu mas não resisti a colocar aqui uma foto da "razão do meu viver"...


Esta ainda não temos... mas fica aqui a ideia!

28/12/2004

Recebido por email!... E esta, hem?

Este país do faz-de-conta é cada vez mais uma anedota pegada;
Ora atentai lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 285 de 6 de Dezembro 2004:
No aviso nº 11466/2004 (2ª Série), declara-se aberto concurso no IPJ para um cargo de "ASSESSOR", cujo vencimento anda à roda de 2500 EUR (500 contos).
Na alínea 7:..." Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na ... apreciação e discussão do currículo profissional do candidato."
No Aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO, cujo vencimento anda à roda de 350EUR (70 contos) mensais. "... Método de selecção:
Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos.
A prova consiste no seguinte:
1. - Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. - Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. - Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
Depois vem a prova de conhecimentos técnicos:
Inumações, cremações, exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.
Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais. Os cemitérios fornecem documentação para estudo.
Para rematar:
- Se o candidato tiver:
- A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
- O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
- O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.
ISTO TUDO PARA UM VENCIMENTO DE 70!!! CONTOS MENSAIS!
Enquanto o outro, com 500!!! Só precisa de uma cunha.