21/05/2005

Está quase

Falta um dia... Será que não vamos morrer gordos?

Parque Jurássico

O Notícias de Viseu dá conta que no "TIR da Feira de S. Mateus" houve uma exposição. Ah, sim? Quando, do quê? Alguma coisa fotocopiada do ano pasado, não? Não se admirem de ter sido "um fiasco"... Esperem só pela edição deste ano da Feira... Se a incompetência passar a pagar impostos reduzimos o défice com facilidade!

20/05/2005

Momentos mágicos

O meu rebento vai hoje lavar os olhos neste filme que promete...

Palavras para quê?

Gamado no Randon Precision

Moralização precisa-se

«Quando os governos são apenas prolongamentos das empresas, a política reduz-se à gestão de contas bancárias. E não são as dos clientes/eleitores...» (António José Teixeira, Jornal de Notícias)

Inquérito

O Notícias de Viseu no seu novo site (http://www.noticiasdeviseu.com) promove um inquérito onde se coloca aos cibernautas (viseenses de preferência) a questão das maiores carências do concelho. A educação, a saúde, as acessibilidades e o emprego são as áreas de votação. O número de votantes é ainda reduzido mas já aponta, na minha opinião, os principais problemas. Em primeiro lugar a questão do emprego e logo de seguida as acessibilidades. Quanto ao emprego, sendo infelizmente um grave problema nacional, 7,5% de desemprego já registado, aqui no concelho os seus efeitos sentem-se particularmente. Viseu sempre viveu essencialmente de serviços e comércio e julgo que nos ultimos anos, a orientação politica pouco ou nada se preocupouo em encontrar outras alternativas para as pessoas, nomeadamente a criação de indústria. Algumas vozes como a AIRV têm apontado caminhos e procurado soluções mas os efeitos não são ainda visiveis. Basta darmos uma volta pelas zonas industriais da cidade e perceberão do que falo... Nos jornais damos conta de ofertas de emprego para Aveiro, Coimbra, Leiria, mas Viseu... nada! Daí alguns cibernautas clicarem naquela preocupação. Tenho ideia que há muita falta de emprego no concelho e isso é preocupante. Sem emprego não há desenvolvimento, não há bem estar social! A outra questão mais votada, as acessibilidades, também tem alguma justificação. Apesar do bom estado geral das vias de comunicação no concelho, parece-me ter havido algum desinvestimento nesta área. Há algumas vias a necessitarem de atenção e o exemplo da estrada Viseu-Coimbrões é a prova disso (e da pouca aposta na fixação de industrias na região). Há falta de estudo no trafégo para melhorar a fluidez de circulação em especial na cidade. Tem havido muitas soluções meramente "mediáticas" como o Túnel de Viriato, mas nota-se que o trânsito está mais dificil na cidade e daí esta preocupação das pessoas também registadas no site. A prova disso é que ainda esta semana mais de duas mil pessoas já subscreveram o abaixo-assinado contra o traçado da Circular Norte, que atravessa a estrada velha de Abraveses junto à escola secundária de Viriato, obrigando os automobilistas a desvios de quase um quilómetro e meio. O trânsito não se resolve com promessas de ir a pé até Fátima...
Vamos ver o que a campanha autárquica que se avizinha nos tem para apresentar como soluções para este problema. Para já, os problemas estão aí. Faltam as soluções!

Linda manhã

Tenho pena de não conseguir descrever aqui a beleza do canto dos pássaros que de manhã, cantam nas árvores perto da minha varanda... Ainda há disto em Viseu!

19/05/2005

Antiqua et nobilissima.

Assim se define a cidade de Viseu numa legenda de brasão, tão antiga que impossível se torna contar o tempo desde a sua formação. De tal nobreza, que leva muito tempo a enumerar as residências de fidalguias antigas, a enumerar gente de bem, multiplicada em gerações de anónimos obreiros de bem servir. A cidade de Viseu é um importante centro histórico onde os resíduos de tantas gerações ficaram expressos e vivos em monumentos singulares e numerosos. Viseu, Cidade-Museu com cativantes museus, mais importante esse, de Grão Vasco, onde se guarda o melhor tesouro da cidade. A cidade e o campo mantiveram-se quase até meados do século XX num saudável equilíbrio. Viseu, Cidade – Jardim, cheia de verdes no desenvolvimento verde do farto pinhal da Beira.


O "bemaberto" diz que há nuvens sobre a cidade...

O "novo" Centro Histórico

Os moradores e comerciantes integrados no triângulo formado pelas Ruas Senhora da Piedade, Rua do Hilário e Rua Direita, no Centro Histórico de Viseu, estão «preocupados» com a cada vez maior presença de toxicodependentes naquela zona. Dizem os comerciaantes que «o ambiente comercial na Rua Direita encontra-se muito prejudicado com o aparecimento dos toxicodependentes. Já não é a artéria tradicional que se conhecia. Isto está a tornar-se no Casal Ventoso (Lisboa). Rebentam com tudo, partem vidros, defecam e vomitam ao pé das portas. É uma pouca vergonha...

Broeiros... e afins

Primeiro foi a broa que fez a cidade de Viseu entrar para o Guiness Book of Records, agora querem fazer o maior pão com chouriço do mundo...

18/05/2005

Para os sportinguistas

Para que conste o desportivismo deste blog, este post vai interinho para os adeptos sportinguistas, em especial para a "sofredora" e minha grande amiga Filipa. Oxalá a sorte logo os acompanhe e dêm a Portugal a alegria de a Taça ficar por cá... Força Sporting!

E, domingo a festa é nossa, desculpem...

Aqui ao lado

Um problema relacionado com o pagamento das facturas da água levou os populares de Canas de Senhorim a concentrarem-se à porta da Câmara Municipal de Nelas. Depois de recebidos pela autarquia, acabaram por se envolver em algumas trocas de insultos com os locais. É triste ver as situações a que a política com interesses conduz. Pessoas do mesmo concelho, com os mesmos valores, tradições e laços comuns a insultarem-se...

17/05/2005

A Universidade ainda mexe

O JN traz a notícia de que "o presidente da Câmara de Viseu acusou ontem o ministro do Ensino Superior, Mariano Gago, de incoerência ao anunciar a intenção de não dar seguimento ao projecto do anterior Governo de criar na cidade uma universidade pública. Indignado por estar há mais de um mês à espera de uma audiência com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernando Ruas avançou aos jornalistas que, caso o encontro venha a realizar-se, vai dizer ao ministro que “não colhe o argumento de que o Governo anterior não completou o processo da universidade”. “No caso do projecto do Museu do Quartzo ele (Mariano Gago) despachou-o exactamente no último dia em que era ministro das Tecnologias. E o facto é que o Governo a seguir lhe deu continuidade”, lembrou. O autarca social-democrata lamenta que Mariano Gago tenha agora mudado de atitude, frisando que, “se o senhor ministro na altura tivesse o mesmo entendimento que agora tem em relação à universidade, não o tinha despachado”. Fernando Ruas afirmou que vai, mais uma vez, pedir uma audiência a Mariano Gago para falar da universidade pública, mas garante que é a última vez que o faz. “Qualquer dia sou eu que não quero reunir com o ministro do Ensino Superior. Vou-lhe pedir só mais uma vez e lembrar que não estamos habituados a este tratamento da administração central para a administração local”, referiu, considerando que já esperou “demasiado tempo”, sobretudo depois de o ministro “já ter feito declarações no Conselho de Reitores e em todo o lado”. Assobiar para o lado, parece ser a técnica usada pelo Poder para ignorar este desejo dos viseenses... Esperar a gente espera, mas até quando?

Memórias


Em tempos a Feira Semanal foi aqui e assim...

Notícias locais

O Notícias de Viseu tem nova cara na net. Confira aqui: http://www.noticiasdeviseu.com/. A informação local na Internet não se destaca pela qualidade e actualidade salvo raras excepções. A chegada deste jornal agora com um figurino atraente, fácil navegação e com áreas de discussão dos assuntos parece ser uma boa aposta na divulgação da informação local. Espera-se que se mantenha actualizado. Para já, parabéns pela "nova imagem"...

16/05/2005

Contador

Já dei conta e já me avisaram por email... Há qualquer coisa de errado com o contador dos comentários! O problema é geral segundo sei. Não liguem e continuem a deixar aqui a vossa critica!

O verde no fim de semana

O Académico ferrou 3 buchas ao Sporting da Covilhã e adiou-lhes a festa de subida de divisão. Também por cá o verde não passou! E assim, estamos em segundo a 4 pontos do lider!... à boa maneira portuguesa, lá vamos morrer na praia!

Viseu no seu pior...

Dizem as crónicas de hoje que a manifestação contra a homofobia realizada ontem à tarde em Viseu foi marcada por insultos aos manifestantes e agressão ao jornalista da RTP. (...) "muitos foram aqueles que se deslocaram ao Rossio apenas para assistir à iniciativa, colocando-se nas extremidades daquela praça, sendo que alguns manifestaram o seu descontentamento com frases como "Isto é uma vergonha" ou "Havia de ser no tempo de Salazar". A organização congratulou-se ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, que referiu aos jornalistas sentir-se desagradado com "alguns adjectivos que quiseram colocar à cidade e ao concelho", dando-lhe a conotação de "capital da homofobia". Em Viseu, "todos os cidadãos vivem com tolerância, à vontade, sem discriminação. Não nos vão sujar a imagem, não deixamos", frisou. Entre os presentes encontravam-se também o advogado Adelino Granja e os deputados da Assembleia da República Teixeira Lopes (BE) e Miguel Ginestal (PS)." Nas imagens da RTP aparece um exaltado idoso a discutir com um responsável da manifestação e a dizer: Já viu que home cum home num dá filhos? e outras barbaridades semelhantes. Para quem pretendia passar de Viseu a imagem de uma cidade moderna e aberta, deixem que vos diga... fazer pior é dificil!

15/05/2005

Viseu, naturalmente

O JN dá conta que em Viseu, no bairro de Marzovelos, há esgotos a correr a céu aberto. Os moradores queixam-se dum problema que "põe em risco a saúde pública". A situação agravou-se de forma insuportável, dizem alguns, a partir da altura em que começou a ser construída uma nova urbanização para mais de dez mil habitantes. "Os colectores antigos não aguentam a pressão e, sobretudo quando chove, as tampas das caixas de saneamento saltam e lançam toda a porcaria para a via pública e terrenos agrícolas", explicou um morador na zona. Como é possivel haver ainda questões destas numa época em que túneis, fóruns, estátuas nas rotundas e outros sinais de "modernidade" abundam por aí? Primeiro as necessidades básicas, depois os luxos, por favor!

Nós só queremos...

Estamos mais perto... mais uma semana e até o País vai sair da crise!

Boa sorte para o SCP quarta-feira...

Rio Pavia

O Pavia liga-nos. Passa em Viseu e quando chega a Parada de Gonta já vai mais poluido do que quando aqui chegou... Já é altura de alguém se preocupar com a limpeza deste rio, naturalmente!

O Pavia em Viseu...