04/06/2005

Outro artolas

O padre de Abraveses recusou a primeira comunhão a uma criança de 10 anos com dificuldades na fala. Depois do crocodilo de Penalva tinha que aparecer por cá mais este "fenómeno"!

Novela universitária

O Noticias de Viseu dá-nos conta que afinal, a Universidade Pública de Viseu não só estava no papel como tinha orçamento, coisas que o PS nega. Mas o presidente da Câmara Municipal promete novidades para breve. Ao que parece tem reunião marcada com o Ministro Mariano Gago na próxima 4ª feira. Vamos esperar para ver...

Top Ten

Esta semana a rádio NoAr dava conta que Viseu ultrapassou a média nacional no número de queixas por causa das avaliações feitas com base no novo imposto municipal sobre imóveis. Continuamos no Top pelas piores razões.

03/06/2005

Descubra as diferenças

Jardim Tomás Ribeiro depois dos 87 mil...

Novas regras da aposentação

Um amigo enviou-me as novas regras para adequação dos Organismos ao limite de idade para aposentação:
Tendo em vista a nova idade mínima para aposentação, sugerimos que sejam tomadas algumas providências para sobrevivência de toda e qualquer empresa:
1. Transformação das escadas existentes em rampas com corrimão não escorregadio;
2. Colocação de suporte para apoio nos banheiros após a ampliação para possíveis cadeiras de rodas;
3. Substituição de todo o sistema de telefonia, por aparelhos mais modernos que possibilitem que a perda de audição provocada pela idade avançada, seja compensada com o aumento de volume amplificado;
4. Aumento de tamanho de todas as fontes de impressão dos documentos emitidos a partir desta data, possibilitando a leitura em futuro próximo;
5. Compra de lentes de aumento para distribuição aos funcionários;
6. Aumento de tamanho dos monitores de computador para 27 polegadas;
7. Implementação dos seguintes tipos de falta não descontada:
a. Esquecimento do local de trabalho;
b. Esquecimento de como se faz o trabalho;
c. Falta de ar;
d. Incontinência urinária;
e. Dor nas costas;
f. Comparência em funeral de colegas que estavam prestes a aposentar-se.
8. Implementação de porta bengalas em todas as mesas de trabalho;
9. Despertador individual para casos de sono diurno;
10. Aumento das letras de todos os computadores;
11. Instalação de uma UTI Geriátrica de última geração;
12. Aumento do time-out para o encerramento das portas dos elevadores, tendo em vista a agilidade de locomoção dos funcionários ainda existentes;
13. Aquisição de armários para fraldões e remédios para uso dos funcionários;
14. Proibição de qualquer actividade ou vestuário dos funcionários mais novos que possa provocar ataque cardíaco ou desregulamento do marca-passo do colega próximo da idade mínima em questão;
15. Criação de exercícios físicos voltados para a terceira e quarta idade;
16. Revisão da avaliação de desempenho do funcionário, incluindo o item 'Lembrança da Senha', sendo que o funcionário, prestes a aposentar-se nos termos da lei, que ainda se lembre da sua senha, tenha a nota máxima neste item;
17. Alteração nas instruções de pedido de aposentação:
a. Incluir Atestado de Óbito.

Mais medidas

Ricardo Costa, director de Informação da SIC Notícias escreve no DE com o título texto demagógico umas linhas onde aponta as medidaspara explicar como podia e pode o governo salvar o défice(http://www.diarioeconomico.com/edicion/noticia/0,2458,636516,00.html):
Os itens não vão por ordem de grandeza, mas são todos exequíveis.
1. Proibir qualquer governo de mudar a sua lei orgânica durante 20 anos.
2. Proibir qualquer ministro de mudar o nome do seu ministério e, assim, não encomendar novo logótipo, papel timbrado, envelopes, cartões e afins.
3. Proibir qualquer ministério ou direcção-geral de mudar de instalações e ameaçar criminalmente quem o fizer.
4. Proibir as delegações que vão a Nova Iorque de se instalarem no Pierre ou no Waldorf Astoria, apesar de os representantes da Guiné estarem lá.
5. Restringir o uso dos Falcon ao Presidente da República e ao Primeiro-Ministro.
6. Não encomendar nenhum estudo a nenhuma consultora durante 1 ano. Vão ver que os preços das consultoras baixam e que os 'power-points' deixam de ser um chorrilho de banalidades.
7. Extiguir todas as comissões de livros brancos, verdes e afins.
8. Extinguir os governos civis todos, vender os edifícios e a tralha respectiva.
9. Reduzir drasticamente o 'staff' variável dos ministérios e, sobretudo, das câmaras municipais para acabar com as máquinas de emprego partidário.
10. Proibir que os ministérios contratem empresas de comunicação para fazer a assessoria de imprensa ou que o façam através das empresas que tutelam.
11. Não nomear amigos e "malta do partido" para as administrações das empresas estatais e para-estatais.
12. Para assustar a nossa Banca, o Governo devia deixar que o BBVA comprasse um grande banco em Portugal.
13. Para mostrar que nem tudo está combinado na secretaria, o Governo devia deixar que o Belmiro ganhasse um concurso público qualquer. Lá porque ele não dá dinheiro aos partidos, começa a ser escandaloso que o maior empresário português nunca ganhe nada quando a decisão está nas mãos do Estado.
14. Vender os submarinos a algum país emergente (ou submergente, como nós).
15. Vender todos os quartéis que existem no centro das cidades, urbanizar 30% e pôr tudo o resto com espaços verdes geridos e pagos pelas construtoras que ficam com os direitos de construção.
16. Obrigar Angola a pagar a dívida.
17. Assumir que só as linhas do TGV Lisboa-Madrid e Lisboa-Porto é que podem ser rentáveis e acabar com as outras todas, que nunca vão ser feitas e para as quais se continuam a encomendar muitos estudos.
18. Condecorar o Paulo Macedo.
19. Depois de ser condecorado, sugiro ao Paulo Macedo que faça uma busca simultânea nos partidos políticos e nas empresas que montam campanhas eleitorais. Vai ver, finalmente, o que são sinais exteriores de riqueza.
20. Fazer o mesmo nas SAD dos clubes que vivem acima das possibilidades e jogam cada vez pior.
21. Implodir o Estádio do Algarve em cerimónia pública e obrigar o José Sócrates e o José Luís Arnaut a carregarem no botão e, já agora, a comprar a dinamite do seu bolso - são os dois ricos e não lhes faz diferença. Ameaçar, nesse mesmo dia, implodir os estádios de Aveiro e de Coimbra se continuarem a dar prejuízos monstruosos.
Depois de ler isto, ouço nas noticias que o "Finanças" também acumula uma pensão do Banco de Portugal com o ordenado de governante... Bem prega Frei Tomás. Oh, meus amigos, ou há moralidade ou comem todos! Assim, não!

02/06/2005

Doenças da moda

Diz o Diário Digital que as cuecas do tipo fio-dental – cada vez mais populares em toda a Europa – podem causar problemas de saúde. Ah, pois não! Sobretudo quando elas se sentam e a malta sofre do coração... nesse caso, a probabilidade de causarem uma doença é grande!

E, esta, hem?

Não resisto a contar aqui esta. E, conto como amigos me contaram. Não sei se é verdade, se é só piada... vale o que vale! Ao que consta, há dias o Presidente cá do burgo foi a Povolide a mais umas quantas inaugurações (as obras também são precisas nas aldeias...) e encontrou a dada altura em pleno passeio inaugural um grupo de idosos. Um senhor de idade estava sentado com umas quantas velhotas, viúvas provávelmente, em número à roda de meia duzia.
Diz o Presidente ao velhinho:
- Então, caro amigo, está bem acompanhado, hem? Isso é que é sorte!
E, o idoso, do olhar dos seus longos anos de experiências vividas, de muitas eleições passadas e pondo nas palavras a pimenta necessária da sabedoria do povo e da aldeia, respondeu-lhe:
- Ó senhor Presidente, é verdade! Estou eu mais bem acompanhado hoje do que o Senhor noutro dia na Televisão com aqueles homens todos que a gente sabe...

01/06/2005

Coisas de miúdos para graúdos

O átrio da Escola Secundária Alves Martins acolhe uma exposição de trabalhos de alunos de artes subordinada ao tema “Arte, Objecto e Cidade” – reconhecer Viseu. A mostra, patente até dia 5 de Junho, contempla diversas áreas, nomeadamente arquitectura, escultura, pintura. Acreditem que vale a pena ir ver a forma como os "putos" pensam e como olham para a cidade. Fica aqui o meu aplauso!

Profilaxia autárquica

O ministro da Saúde, Correia de Campos, é o cabeça de lista do Partido Socialista à Câmara Municipal de Viseu, segundo apurou ontem o Diário Regional junto de fonte partidária de inteira confiança. Oh lá, apostas de peso nas autárquicas, além dos "genéricos"? E, vem para tratar da saúde a alguém ou só para fazer o diagnóstico dos males? Agora, fiquei curioso...

Fenómeno em Penalva

A possível presença de um crocodilo num rio em Penalva do Castelo está a deixar a população curiosa. Populares afirmam já ter visto o animal e a a equipa de protecção da natureza da GNR de Viseu está a tentar encontrar vestígios de um crocodilo que pessoas alegam ter visto no Rio Coja, em Penalva do Castelo. Oh, meus amigos... o meu tio é desta bela vila, lagarto ferrenho e ainda hoje lhe vou perguntar se não foi ele que lá foi tomar banho e por acaso o confundiram. Safa, julgava eu que os fenómenos eram só no Entroncamento! Não terá sido ninguém a dar banho à minhoca?

31/05/2005

Casa do...

E, para quando estiverem irritados e vos apetecer mandar alguém prá "casa do Carvalho" aproveitem! Fica na Quinta do Rio Dão aqui bem perto, em Santa Comba.

Vão lá! É um sitio do... Carvalho

Que irritação esta!

Um recente estudo diz que os Portugueses são o povo mais irritado da Europa! Mas que coisa esta... Porra, ora que esta é boa! Estes tipos até chateiam. Mas por acaso a malta tem razões para andar irritado?

Com amigos assim...

No DRegional o "reparo" vai para a habilidade politica do Presidente da CMV que "desviou" o pelotão do ultimo passeio de ciclistas para a inauguração duma artéria da cidade, segundo nos diz o jmocorreia que assina o artigo. Ao que parece o pessoal não achou piada à ideia de dar umas quantas pedaladelas a mais... mas quase aposto que a ideia não foi do Presidente mas de algum "colaborador de imagem" que achava que ficava bem e que ninguém bufava. A CMV apoia e conduz a inicitiva das bicicletas e depois levam destas! Uma dica: há que escolher bem quem nos dá ideias e melhor quem as realiza! Caso contrário é andar a pedalar em seco...

As autárquicas estão à porta

As eleições trazem sempre boas noticias. Desta feita, não é só jardins... Ao que leio, os bairros da Balsa e Paradinha vão ser requalificados, enquanto que o Bairro da Cadeia vai levar uma transformação completa. A Câmara Municipal de Viseu obteve mais de quatro milhões de euros para a recuperação de habitação social. A requalificação destes dois bairros vai abranger 197 habitações.

30/05/2005

Lavar a cara do Aquilino

O DRegional de hoje dá conta que "o Parque Aquilino Ribeiro, em Viseu, vai ser requalificado com o objectivo de conferir àquele espaço mais dinamismo. A água terá um papel importante na transformação daquela zona verde, tal como o alargamento do parque infantil, a definição de um espaço para eventos culturais, a construção de um restaurante e de um bar e o desbaste da vegetação. O arquitecto Viana Barreto, que há 50 anos desenhou o actual Parque Aquilino Ribeiro, tem em mãos uma tarefa que o deixa «entusiasmado». Aquele que muitos consideram um dos pais da arquitectura paisagística em Portugal disse estar feliz com a oportunidade de reinterpretar aquele espaço, adaptando-o «às exigências dos novos tempos». O prisma através do qual olhou desta vez para aquela zona verde é o do dinamismo e que tem como objectivo chamar os viseenses ao parque da cidade. Entre as alterações previstas está o aumento do número de acessos e caminhos, a substituição do piso, a introdução de movimento na água, através de uma ligação entre a fonte junto à saída para a Escola Secundária Alves Martins até aos dois lagos que agora serão construídos e a construção de um restaurante panorâmico, com um telhado em leque e coberto por vegetação, e de um bar com esplanada sobre um dos espelhos de água. Outro dos objectivos de Viana Barreto é a integração da Igreja dos Terceiros no parque em vez de a ver como um edifício isolado, mas, por enquanto ainda estão a ser estudadas as possibilidades para tal vir a acontecer. Uma intervenção de fundo também terá de ser feito, na opinião deste responsável na parte mais densa do parque, marcada pelos castanheiros e carvalhos, muitos deles centenários. O arquitecto propõem o desbaste da vegetação, mas de uma forma ponderada, já que na sua opinião, a vegetação do Parque Aquilino Ribeiro é tão valiosa como as pinturas de Grão Vasco."
Para já, aplaudo esta ideia. O Parque já há tempos que pede atenção... Mas seria bom darem a conhecer o projecto final aos viseenses e recolherem as opiniões dos mesmos. Não é só o Parque que merece "dignidade" como se refere no artigo, quem merece dignidade são os viseenses!

Finalmente vão-te lavar a cara!

Outra vez?

Título de 1ª página do Jornal do Centro deste fim de semana: "O homem que deu a cara pela diferença"! Bom, quem ler a noticia repara com facilidade que o homem não deu só a cara... mas enfim, e para não perder mais tempo com esta polémica que mais uma vez (já aqui o disse) atirou Viseu para os media pelas piores razões, olhem, cada um dá o que quer e o que é seu! Eu cá nem peço nem dou! Todos iguais, todos diferentes... é assim que tem que ser! E, acabou a conversa! temos coisas mais importantes para tratar. Adiante...

Oh, não...

Só deu NÃO no fim de semana... Fomos fazer um jogo no meio do pinhal na esperança de no final termos uma dobradinha e saiu uma caldeirada à moda de Setúbal. A malta do Benfica não devia estar informada que era um jogo para a Taça e cuidavam que, pela forma como jogaram, que era para feijões! Correu mal. Também na França não foi não mas NON o que na prática vai dar ao mesmo... Ou seja, agora, o que não há dúvida é que o nosso referendo também não vai ser prá Taça, está condenado a ser a feijões!

29/05/2005

Dobradinha á porta

Mais umas horitas de espera e lá vamos de novo prá festa... Isto é que é uma sina!

Se hoje tivermos sorte... é sem cueca!

Tratado da UE

E, o que nos irá hoje dizer a França sobre a Europa? Sim ou não?

Organizem-se porra!

Será que este País existe mesmo? Ontem era a tanga, hoje estamos nús. A doença é conhecida, mina há muito o Estado, o diagnóstico é cada vez mais preocupante mas a cura é aplicada sempre da mesma maneira - todos a pagar, já que a malta precisa governar (se)! Uns cometem erros de gestão, outros pagam esses erros. Quem é responsabilizado? A resposta está no bolso do contribuinte! A subida de "impostos cegos", como o IVA, apanham de modo igual pessoas de diferentes niveis sociais, aumentam as injustiças e podem mesmo trazer consequências bem mais nefastas para a economia e o País, julgo eu, mesmo sem ter conhecimentos de economia que me permitam com certeza afirmar tal ideia. Ainda estes dias ouvia o Cardeal Patriarca afirmar-se preocupado com esta questão do défice nacional e na homília dizia a dada altura que já existe em Portugal muito sofrimento escondido, muita miséria por revelar, muita fome disfarçada. Quando até a "nossa Igreja" afirma isto, ela que também na maior parte das posições e ideias vive virada para si própria, tal deve merecer-nos igual preocupação. Já basta de tanta inépcia, de tanta incompetência... o Povo não merece tal sorte! O essencial na minha óptica, seria ter a coragem de mudar a concepção do Estado que, de há muito tempo, dá o mau exemplo de estar a viver acima das suas possibilidades e nenhum dos partidos que foram Governo está isento de culpas quer nas causas, quer nas soluções aplicadas. Porque será que se actua sempre e só do lado da receita e pouco ou nada do lado da despesa? Porque é que falta a coragem de fazer a sempre adiada reforma da Administração Pública? Porque não se acaba por exemplo com os Governos Civis? E as dezenas (ou centenas, talvez) de Institutos do Instituto da Comissão de Missão do Ministério da Direcção do Grupo de Missão, etc e tal...? Há dezenas de organizações governamentais que se perdem nas atribuições e gastam milhares de euros sem sentido objectivo para essa mesma governação. Para que serve o IDP local? Não tem dinheiro nem para uma cartaz de uma prova desportiva mas dispôe de uma dezena de funcionários a onerar a despesa pública. Não é preciso ser politico nem ilustre economista para encontrar situações que como estas reduziriam significativamente o Estado no lado da despesa. Só é preciso é "bolas" para tomar tais decisões e isso parece faltar a quem nos governa, ano após ano!
E o incrivel de tudo isto é que qualquer dos dois responsáveis por parte desta situação desempenham, neste momento, dois importantes cargos no âmbito internacional onde dinheiro para gastar não lhes falta. Será que é preciso um caudilho para com mão de ferro endireitar o Estado? Certamente que não foi para ver o País desta forma, com tanta miséria social, que os militares naquele dia 25 fizeram a revolução... Será que Portugal é mesmo ingovernável?