26/11/2005

Onde me inscrevo?

A julgar pelos números, vale a pena ser candidato!

E, se fosse só isso!

(...) "Escrever no espaço público é, assim, um exercício duplamente perigoso.Primeiro porque é escrever, e a escrita, apesar de poder ser uma das mais belas coisas do mundo, é também uma prática completamente armadilhada por todos os equívocos que a construção da língua e a interacção entre linguagem e pensamento foram criando.Segundo, porque é ocupar o espaço público. E o espaço público é o lugar do ruído. É o lugar onde vive a comunicação, bem sei, mas é também o espaço do logro e da mentira. É o espaço do boato. E é o espaço larvar do ressentimento. Numa dobra do espaço público esconde-se a intriga e a inveja."
Paulo Cunha e Silva no DN

Virtualidades

Depois das rotundas, eis que chegam as "rotundinhas"!

Há luzes novas na cidade

A cidade tem mais luz estes dias e a explicação vem aqui. E, acreditem que está bonita mesmo! Agora, só falta a Edilidade decidir, neste mês de Dezembro, tornar gratuito o estacionamento na cidade para que as pessoas possam em tranquilidade fazer compras no comércio local! Fica aqui a ideia!

25/11/2005

Irma La Douce

Nos últimos dias foi notícia a “bela italiana”, afinal a “brasileira loira”, que faleceu e exercia a chamada “mais velha profissão do Mundo”, em Viseu, já há alguns anos e parece que com grande sucesso.
Por várias vezes a edição de um diário, que não prima pela objectividade, esgotou-se. Falou-se muito e instalou-se um clima de medo que se espera, redunde em maiores cuidados.
Vou apresentar uma outra história, do mundo da prostituição e muito mais interessante.
A imagem reproduz a capa do livro “Irma a Carinhosa” (Irma La Douce) que é uma versão do argumento do filme, com o mesmo nome de Samuel “Billy” Wilder (22 de Junho 1906, Sucha, actual Polónia/27 Março de 2002, Los Angeles, EUA), escrita em parceria com I.A.L. Diamond. O livro contém várias fotos retiradas do filme e algumas bem sugestivas. Esta história foi um musical, que obteve muito sucesso, na Broadway, da autoria de Alexandre Breffort.
O filme obteve 3 nomeações para os Oscars da Academia (Melhor actriz – Shirley MacLaine, Melhor cinematografia, cores – Joseph La Shelle e Melhor banda sonora –André Previn que recebeu a estatueta dourada. Esta comédia foi a película foi a mais vista no ano de 1963.
A história é assim: Paris, um honesto e desajeitado ex-polícia, apaixona-se por uma prostituta e tenta tirá-la da vida, para isso recorre a um bem urdido plano...
Os actores principais são: Jack Lemmon (Nestor/Lord X) e Shirley MacLaine (Irma La Douce).
Não resisto a fazer uma citação – Irma La Douce: “Quem quer ser um cão vadio? Todos querem pertencer a alguém, mesmo que recebam uns pontapés, de vez em quando.”
AJ

“Irma a Carinhosa (Irma La Douce)”, Edição nº 55, Tradução de Joviano S. Machado, Edições Delfos, Sem data,
Preço original 50$00 (a lápis na contracapa).

Pois precisamos...

(...) Mas uma coisa são aplicações de capital, outra coisa são níveis de desenvolvimento. E aqui, uma vez mais, o país é uma lástima. Traduzindo: nós gastamos dinheiro em rotundas e estádios de futebol, que se esgotam em si mesmos; os outros estudam e seleccionam projectos reprodutivos. Faz toda a diferença. Portugal não sabe investir. A confusão é de tal ordem que o país ficou envolto numa teia gigante de que não consegue libertar-se. Parece um mundo de loucos: deputados e governantes, autarcas e munícipes, pobres e endinheirados, empresários e trabalhadores. Experimentem puxar um fio: vem um nó a seguir. Experimentem protestar de um lado: vem um protesto do outro. Eis o que se exige ao Governo: que estude as estrelas, que seleccione os caminhos, que desate os nós e os laços, que nos retire do labirinto. Precisamos de voltar a sonhar.
Daniel Amaral
Expresso - 12 Nov 05

24/11/2005

Nem só na Austrália...

Onde está o canguru?

Pergunta dificil

Quem souber responder a isto, que responda!

Futuro "Palácio da Visabeira"

E, aqui há novas visões sobre o futuro da cidade!

Novas vias na cidade

Para os que apreciam o pedal há novas perspectivas aqui!

23/11/2005

Coitadinho dele

E, apesar do drama, não é que não consigo ter pena deste rapaz?

Passa o cheque, vá!

Lisboa - Dakar! E feitas as contas vão ser mais 9 milhões de euros para as 3 edições que aí vêm!

Que confusão!

“A Bola” refere - Farminhão, o “Record” indica - Ac. Viseu e o “O Jogo” diz - Farminhão... afinal em que ficamos ?
No “D.R.Viseu”, edição de 2005/11/21, escreve-se – Santar, 0 – Ac. Viseu , 1 /Vitória deu 5º lugar.
De igual modo, tenho dúvidas se o “Ac. Viseu” que já terá sido reconhecido pela Associação de Futebol de Viseu, é o quinto ou o sexto classificado. Segundo os quadros publicados, nestes jornais, será o sexto, a Classificação Oficial o confirmará ou não.
Do que não tenho dúvidas é que o bilhete reproduzido, não deveria ter sido “vendido” no jogo - C.A.F. vs Repesenses, em Paradinha (Júniores B). Acho fácil de entender a razão, ou é preciso explicar?
AJ




Só surpresas...

Ontem e hoje

Vale a pena atentarem no que era antes e passou a ser depois!

21/11/2005

É reumatismo? Não é da "erva"!

Com noticias destas... e não é de admirar que a malta fume umas "brocas"!

A primeira parte e a segunda parte

O jogo teve duas partes distintas que coincidiram precisamente com as duas etapas do jogo...

Socorro! Mais impostos!

Ao que me consta, daqui saiu a ideia peregrina de aplicar aos municipes mais um imposto. Ao que parece trata-se do imposto municipal de socorro, uma taxa a aplicar nos concelhos para apoio do sistema municipal de protecção civil. A seguir, a este "imposto municipal de socorro" a somar a outros que têm sido criados, deve vir aí o "imposto municipal de segurança" e por aí fora! Enquanto der, a malta paga... mas e quando faltar?

Os tempos são de chuva


Viseu a preto e branco... mas mesmo assim bonito!

O verdadeiro macho!

In Memoriam

New School of Viseu Announces
In Memoriam
Viseu, Portugal Nov 21, 2005
The New School of Viseu has been taken over by a new team of modernist architects from Porto and Lisbon in Fall 2004. Unsympathetic to the new traditional and vernacular and new urbanist orientation, as well as to the convivial and collegial "Atelier" teaching set up by Arquitecto José Cornélio da Silva, the school's curriculum has been dismantled and the pedagogical finalities aligned to the mainstream Portuguese modernism and its doctrine of cultural abstraction and alienation.
Both faculty and students have been shocked and since then the school has been loosing its joy and vitality. We wish good luck to those who decided to remain and persist, particularly to the first students who should graduate in 2006 and the remaining few from the former faculty who try to keep up the memory and excellence of the New School of Viseu.
However we will maintain the New School of Viseu website and expand it with new archive material. the memory has to survive and breed new projects of resistance to a destructive globalisation in architectural education and practice.
Please read Nikos Salingaros's appropriate polemics in the article link below:
Nikos Salingaros on Viseu
New School of Viseu
Lucien Steil
ex. professor & webmaster
email:
luciensteil@internet.lu

De Roma

A todos vós meus irmãos, comunico que devido ao surto epidémico que esta a assolar o mundo, este ano na quadra natalícia não haverá missa do Galo.
Deus vos abençoe
Bento XVI

20/11/2005

O meu sonho é voar

"Durante os anos que ocupou o Palácio de Belém, Soares visitou 57 países (alguns várias vezes, como por exemplo Espanha, que visitou 24 vezes; e a França, onde esteve 21 vezes), percorrendo no total 992.809 KMS o que corresponde a 22 vezes a volta ao mundo."
Recebido por email

Dá que pensar

O «Dia da Memória» será também assinalado em Viseu, durante o Congresso da Liga dos Bombeiros Portugueses, que tanta intervenção têm no socorro às vítimas das estradas.
Portugal é o país da União Europeia com mais elevada taxa de mortalidade rodoviária e, segundo dados da Brigada de Trânsito da GNR, desde o início do ano já morreram cerca de 800 pessoas nas estradas portuguesas.
Os acidentes de viação em Portugal são mesmo a principal causa de morte entre a população com menos de 25 anos.
Cerca de 150 pessoas morrem diariamente nas estradas europeias e 10.000 são feridas. Há mais de 40.000 mortes por ano na União Europeia, segundo dados oficiais.

3º mundo... aqui tão perto!

Lisboa tem a maior àrvore de Natal da Europa
Foi inaugurado hoje em Lisboa a àrvore de Natal mais alta da Europa. O Terreiro do Paço é o cenário para esta àrvore de 77 metros de altura, a mesma que um prédio de 23 andares, o dobro da Torre de Belém. A iniciativa é da Câmara de Lisboa e tem o apoio da televisão SIC.
Num País que está na cauda da Europa em quase tudo... fico mesmo feliz com estas ideias! É mesmo fixe! Tão 3º mundista... e cá pelo burgo também copiaram a ideia! Vão até à Sé e logo vêm. Não teremos dinheiro para as prendas mas temos àrvores de Natal como ninguém! Que felicidade... saloia!

Promessas!

- Olha, diz aqui que o governo tinha razão. O plano tecnológico deu mesmo "choque"!