28/12/2006

A promessa do fim!

Faz hoje dois anos... quase 3000 artigos, muitos retratos da cidade, uns vivos outros recordados, imagens da cidade, de ontem e de hoje e muito mais se cantou aqui no Viseu, Senhora da Beira.
Mas, como é o fim que confere o significado às palavras fecha-se aqui hoje este espaço, como promessa feita a mim próprio.
A primeira condição duma obra é pois ter uma personalidade e obedecer-lhe e toda a originalidade calculada e astuciosa torna-se falsa. Não quero cair nesse engodo, na rotina e no vazio de ideias, na critica virulenta e fácil, na certeza de que o mais vulgar dos «camelos», quando energicamente afirma a imaginária e medíocre superioridade de um produto, exerce prestígio na multidão que o circunda... Importa pois, parar, fazer o balanço e pensar em "novos pequenos gestos que provoquem boas atitudes"! É essa a promessa que também a vós deixo neste "até já"! Pensarei em novo projecto e novo formato que nos coloque de novo a fazer "conversas sobre Viseu" pois acredito nesta Cidade de Viriato e na "sua boa moeda", os viseenses que a desejam mais moderna, mais desenvolvida mas também mais justa e solidária!
Não o faço no sentido de ser uma "pesquisa de mercado" para analisada a popularidade se reabrir "a loja" de novo... sinto, perdoem a falsa modéstia, que a tarefa está concluída pois hoje a cidade já tem outros espaços plurais de opinião, atentos e com espírito capaz de despertar a critica construtiva (claro que também há "lixo digital" mas isso daria para outro post!).
Um agradecimento especial é merecido aos "cá de casa" pois era deles o tempo que lhes retirei nos posts aqui plasmados e um outro, vos é devido, a vós "aí de casa", prezados companheiros deste Viseu, Srª da Beira porque era vosso o tempo que me dedicaram na leitura!
Que o ano que se avizinha seja para Viseu e para os Viseenses o ano das realizações desejadas!
Feliz 2007!

Ficarei atento por aqui... Bem hajam!

27/12/2006

Depois do natal... o ano novo!

Está ainda fresquinha! Chegou-me agora mesmo por email "o discurso natalício de Sócrates que os surdos adoraram ouvir". Ao que parece, a tradutora em linguagem gestual para surdos, que surge no canto inferior direito do ecrã, ou por claras divergências com o Primeiro-Ministro ou por outra qualquer razão, adulterou a mensagem de Natal que José Sócrates enviou a todos os portugueses na RTP1.
Clique aqui e veja o que os surdos perceberam das palavras do nosso Primeiro!
Sócrates - mensagem de Natal

Add to My Profile | More Videos

Viseu à espera de 2007

Sempre bonita... à espera de novo ano! (a foto é do AJ!)

Perdidos no tempo e no espaço

Por aqui há quem se perca no espaço... e perdido no tempo está este relógio!

Ciclos... na net

É por estas e por outras que o mundo não tomba... Uns fazem balanços, outros encerram portas e novos espaços nascem!

O natal na minha terra

O Natal trouxe nova rotunda! E nem foi caro... foram só 120.279,98€!
Aqui vem um poema à dita cuja!

Más noticias para 2007

Consta que quase dois terços das escolas a fechar em 2007 se situam na região Centro e destas mais de um quarto localizam-se no distrito de Viseu, onde já fecharam, no último ano, mais de 250 estabelecimentos de ensino. Se tal acontecer, a região Centro terá mais de um milhar de estabelecimentos encerrados em apenas dois anos, o que significa quase metade do parque escolar que existia, com uma penalização muito grande para as populações do interior. Com este novo abate de escolas, as consequências para as crianças serão ainda mais graves... o interior fica mais pobre, as crianças mais prejudicadas e a aposta na educação é uma miragem no distrito!

Ofertas de emprego... coisa rara!

O Retail Park abre em 2007. As inscrições para emprego naquele espaço estão disponiveis na Junta de Freguesia de Fragosela.

Deserto de ideias

Inaugurado em 14 de Maio de 2004 pelo ministro da Economia de então, Carlos Tavares, o Parque Empresarial de Mundão (PEM) está debaixo de fogo cruzado. Constituído por 73 lotes, dizia-se, na altura, que iria criar centenas de postos de trabalho. Dois anos depois, dos 21 lotes da primeira fase (93.623 m2) apenas três estão ocupados. A área restante (265.159 m2), é um ‘deserto’ de arruamentos a circundar terrenos vazios.
in Cidade de Viseu

21/12/2006

Bom Natal


Sejamos nós Católicos, Cristãos ou apenas como somos e fieis às nossas convicções, o Natal fala em nós...
A familia, as recordações, os sonhos de Crianças de hoje, a profunda alegria de viver e ajudar os outros, falam de Natal...

Garantir a Paz e vivê-la com saúde, é objectivo que julgo pertença de todos. Desiderato a conseguir, prenda de Natal a oferecer...

Ao colectivo citadino a que pertenço, desejo Paz e Saúde, Esperança inabalável no quotidiano futuro e força interior para o fruir, renovando cada dia o "nascimento" que agora, pelo Natal, reverenciamos...

A VISEU e aos seus Viseenses, desejo plena Felicidade, Elevação, Solidariedade e Alegria nesta quadra da Família!

Bom Natal 2006
Feliz Ano 2007

Seria Natal se...

(...) Se não fosse o facto de os habitantes de Bragança ou de Viseu, no caso de lhes apetecer, ou no caso de terem mesmo que ir a Lisboa, serem obrigados a ir de outra maneira qualquer porque comboio NÃO HÁ… (...)
in República das Bananas

E, tudo isto é triste... tudo isto é bola!

Idalino de Almeida, técnico do AVFC, em entrevista ao Diário Regional de Viseu de 21Dez (link não disponível) afirma a dada altura que:
- "Há jogadores que não querem jogar no campeonato distrital, nem num "nome" como o Académico de Viseu". (...) Contudo, se olharmos para um passado recente, muitas asneiras foram feitas pelos directores porque se deixaram levar por essa ideia de que Viseu tinha que ter um clube á força. É como no momento actual, as pessoas querem o Académico de Viseu no primeiro lugar a qualquer custo".
Depois, atente-se na linguagem codificada que vai por aqui, onde se pensa que "os acontecimentos desportivos e não só dos últimos dias, ou melhor meses levam a algumas dissertações...", o que me faz lembrar situações passadas e artigos como este abaixo:
Em resumo, no tal fantástico projecto farminhónico já estão reunidos todos os ingredientes para "novo caldinho"... E tudo isto é Bola, muita bola!

Mais coisas da bola

E, o Bruno está aqui muito indignado!

E, como já é norma e...

Como seria de esperar, o concerto de natal por aqui foi um sucesso!

20/12/2006

Festa de amigos?

Não me perguntem o que é isto... fica aqui como me chegou!

Novo motor de busca

Veja como aqui...

Show de bola

E, tudo isto é Bola, muita bola... e eu cá, de tão preocupado até chuto é para canto!

Pintando o Natal... Grão Vasco

Quadro "a Adoração dos Magos"

Vasco Fernandes (Viseu? 1475 -1572), mais conhecido por Grão Vasco, é considerado o principal nome da pintura portuguesa quinhentista. Nasceu provavelmente em Viseu e exerceu a sua actividade artística no Norte de Portugal na primeira metade do séc.XVI. (...)
A maior parte das pinturas de Vasco Fernandes está no Museu Grão Vasco em Viseu, com obras da sua primeira e última fases artísticas.
in Wikipedia

Valores d´antigamente... que deviam ser d´hoje!

“Para serem dignos os cidadãos devem ser sobrios, honestos, educados no amor da verdade e (...) o individuo que presa a sua dignidade nunca incomoda outro para conseguir o que é sob o dominio da sua intelligencia ou do seu braço, nem se roja ao estado para o auxiliar nos emprehendimentos que pretende executar...”
Fonte: “A Liberdade”, jornal que em 1876 se publicava em Viseu
in Noticias d´antigamente

Há mais Viseu na blogosfera

...e prometem fotos da cidade e uma mente desperta! Mas, olhem que aqui já existe um bom retrato da cidade neste natal... e até da passadeira laranja avermelhada ou vermelha alaranjada!

Viseu é noticia

Segundo disse aos jornalistas Fernando Ruas, a reunião "serviu sobretudo para apresentar esta figura", tendo Cavaco Silva achado "interessante que fosse mais generalizada ao resto do país"!
in Público
Há que continuar este esforço de integração dos deficientes na sociedade em geral e como dizia o meu avô, se não se chega lá com o banco, avança a "escada"!

Ponham lá o meu nome nisso!

Mais de uma centena de pessoas subscreveram um manifesto distrital apresentado em Viseu a favor do "Sim" no referendo sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG). Promovido pelo movimento "Viseu pelo Sim", o manifesto critica a actual lei portuguesa, e foi assinado por várias pessoas conhecidas, nomeadamente no meio cultural, como o actor Pedro Giestas, a directora do Museu Nacional de Arte Antiga, Dalila Rodrigues, o músico Carlos Peninha, o actor e encenador José Rui M artins, da ACERT, e o coreógrafo e director do Teatro Viriato Paulo Ribeiro além de vereadores das Câmaras de Vouzela, S. Pedro do Sul e Carregal do Sal, uma deputada municipal de Viseu e dirigentes associativos estão também entre os subscritores.
in RTP

19/12/2006

Pois não há, não! Nem lá nem cá!

Mas, qual oposixão? Ixo é xó ruído...

Ele anda aí...

Viseu, Porta dos Cavaleiros... o dono estaciona por ali nesta quadra!

Marketing de natal

Hoje na minha caixa do correio as boas festas do "candidato" pensando já em... 2009! Mas, regista-se o gesto!

Olhar com o coração não é coisa para todos!

"Senhor, umas casas existem, no vosso reino onde homens vivem em comum, comendo do mesmo alimento, dormindo em leitos iguais. De manhã, a um toque de corneta, se levantam para obedecer. De noite, a outro toque de corneta, se deitam obedecendo. Da vontade fizeram renúncia como da vida. Seu nome é sacrifício. Por ofício desprezam a morte e o sofrimento físico. Seus pecados mesmo são generosos, facilmente esplêndidos. A beleza de suas ações é tão grande que os poetas não se cansam de a celebrar. Quando eles passam juntos, fazendo barulho, os corações mais cansados sentem estremecer alguma coisa dentro de si. A gente conhece-os por militares... Corações mesquinhos lançam-lhes em rosto o pão que comem; como se os cobres do pré pudessem pagar a liberdade e a vida. Publicistas de vista curta acham-nos caros demais, como se alguma coisa houvesse mais cara que a servidão. Eles, porém, calados, continuam guardando a Nação do estrangeiro e de si mesma. Pelo preço de sua sujeição, eles compram a liberdade para todos e os defendem da invasão estranha e do jugo das paixões. Se a força das coisas os impede agora de fazer em rigor tudo isto, algum dia o fizeram, algum dia o farão. E, desde hoje, é como se o fizessem. Porque, por definição, o homem da guerra é nobre. E quando ele se põe em marcha, à sua esquerda vai coragem, e à sua direita a disciplina".
MONIZ BARRETO.
Carta a El-Rei de Portugal, 1893
Por tudo isto, melhor resposta que esta não poderias ter! Bom Natal para todos!

Despacha-te... 2007 está aí não tarda!

E, por aqui, quinzena a quinzena, vai-se contando a história do burgo... curiosamente em muitas coisas 130 anos depois a história repete-se! Mudou-se apenas de protagonistas...

De norte ou de sul...

Ou aos olhos da Dulce (do AJ)... do poente...

Ou aos meus olhos... donde quer que se olhe, o mamarracho lá está! Sempre a ferir a alma!

No Politécnico



No Politécnico esta semana há boas e más noticias... As boas são que a Associação para o Desenvolvimento de Viseu (ADIV), vai organizar uma Pós-Graduação em Gestão do Desporto. Esta formação está aberta a todos os licenciados, bacharéis, mestres ou doutores que, independentemente da sua formação, pretendam adquirir competências no âmbito da organização de actividades desportivas em diversos ambientes e culturas organizacionais.



As más são que os bilhetes para o espectáculo de Natal esgotaram... O ISPV tem-se afirmado há uns anos a esta parte, nesta época natalicia, como uma referência cultural na cidade! E, curiosamente "ninguém" lhe faz concorrência! Será por falta de ideias ou de verbas?

10 por cento

Um estudo do Ministério da Saúde dá conta de que o Instituto Português de Oncologia do Porto foi a unidade onde os gastos em medicamentos mais cresceram até Agosto deste ano, em comparação com 2005, tendo registado uma subida de 22,7 por cento.
O estudo analisa o consumo de medicamentos em meio hospitalar, entre Janeiro e Agosto deste ano, e segundo dados divulgados em Setembro pelo MS, a despesa em medicamentos estava a crescer a dois dígitos em quatro unidades: Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa (15 por cento), IPO do Porto (13 por cento), Hospital Joaquim Urbano, no Porto (10,4 por cento) e Hospital São Teotónio, em Viseu (10 por cento).

Com direito a foto

Por aqui há sinais de atentado ao ambiente... Infelizmente ainda aparecem destes sinais por cá!

Brrr... está um frio do ... !

O Instituto de Meteorologia colocou oito distritos em alerta amarelo devido às baixas temperaturas, com a mínima a descer aos dois graus negativos em Bragança e a máxima a não ir além dos 14 graus em Faro.
Em alerta amarelo, o segundo de uma escala de quatro, estão os distritos de Braga, Vila Real, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja. O Instituto de Meteorologia prevê para hoje tempo frio com céu pouco nublado ou limpo e descida de temperatura, em especial nas regiões do Norte e Centro. Para quarta-feira, aguarda-se também tempo frio e nova descida de temperatura, segundo a mesma fonte.
Agência LUSA

Atenção ao Cartão Multibanco

Atenção pessoal... Há novos casos e novas vítimas de cartões Multibanco clonados e desta vez em Viseu. A GNR já registou dois casos, mas as autoridades não excluem a hipótese de haver mais vítimas na região. Portanto, ponham-se à tabela...

18/12/2006

Não é mas podia ser!

Depois do êxito que foi a inauguração do espaço a Junta já criou um parque de estacionamento para apoio dos utentes!

Filma aí, man!

Uma semana depois liguei a TV e novidades... poucas! Porque será que só há imagens de gente de copo na mão?

O outro lado da questão

O DRegional fala hoje sobre os blogs e os entrevistados "afirmaram que, dentro de uma década, os blogs poderão ser considerados órgãos de comunicação equiparados aos tradicionais" e tudo "leva a crer que esta tendência se vai impor definitivamente junto dos usuários da Internet, podendo mesmo adquirir o estatuto de veículo de informação preferencial." Ora, isso é já uma realidade local. Acompanha-se com mais rigor e pormenor o que por cá se passa que pela informação local. Basta reparar que, só a titulo de exemplo, aqui ainda não se passou da edição de 22Ago e por aqui certa está só a data. E, muitos outros é aqui que apanham "umas dicas", não é? Não são os blogs locais que são veículos de informação dinâmicos... o resto é que, provávelmente, é muito inerte!

Ora, então, seja bem vindo!

Amanhã a foto repete-se! O PR vai estar cá pelo burgo!

Natal mas pouco...

Não seria preciso sair nas notícias para se sentir a crise também cá pelo burgo... Infelizmente, nem o Natal escapa!

17/12/2006

Viseu na revista

Sai um café e um tricot, se faz favor! O post resulta da gentileza do Vitor (que também deve ser dos que ali dão ao dedo no tricot!)...

Quem nunca viu Viseu, não sabe o que perdeu!

Viseu na perspectiva do AJ

Rico 31 este...

Sim... é caso para isso! Mas, quem diria!

Riscos na pintura

A ideia é louvável, sem dúvida, mas temo que com todo este dinamismo cultural ainda se arrisque a ser candidato a vereador da cultura!

Viseu no seu melhor

Esta que aqui se conta até custa a acreditar! A imagem é clara e nem ao Diabo lembrava tal "desenrascanço"! O Polis a isso obriga, certamente!

16/12/2006

Viseu antigo?

A preto e branco e sem os "capacetes"...

Polis real ou virtual?

E, Dão ou tiram?

Tal como seria de prever, aqui a discussão sobre quem manda foi fulcral! Resta saber se "alguém" irá ganhar nesta tomada de posição ou se, no meio de interesses individuais o colectivo do Dão não irá perder!

Viseu cultural

E, por aqui fala-se do cinema em formato cine-café em Viseu!

Dinamizando os jovens

É hoje, 16 de Dezembro que o Dínamo Clube Estação comemora o seu 36º Aniversário. Este clube tem crescido com os jovens que forma e está pois de parabéns. Veja mais aqui no seu novo site!

15/12/2006

Cenas da politica local

(...) Durante a discussão, os ânimos chegaram a estar exaltados, com os vereadores do PSD a acusarem os do PS de "desonestidade", tendo Fernando Ruas chegado a pedir-lhes para não responderem às provocações, uma vez que os socialistas estavam a dar "show-off" por se tratar de uma reunião aberta ao público. (...)
in JN

Mas estamos no Iraque?

Um tiroteio entre dois grupos rivais no Bairro da Balsa, em Viseu, assustou ontem de manhã os moradores daquela zona da cidade.
In DRegional

A língua portuguesa é muito traiçoeira, não é?

(...) Um encontro onde também estará presente o presidente da autarquia viseense, Fernando Ruas, para analisar a experiência do provedor do deficiente que existe na Câmara de Viseu. (...)

Palavras para quê?

O Orçamento e Plano de Actividades para 2007, no valor de 80 milhões de euros, foi ontem aprovado pela Câmara de Viseu. A conclusão da malha viária do concelho é o grande objectivo do executivo.
in DRegional
Há dias no mesmo jornal saiu esta:
(...) Neste momento, a situação é bem diferente daquela que encontrei há uns anos: acabadas as infra-estruturas básicas, temos de reformular os nossos conteúdos funcionais, virando-os para outras tarefas como a cultura, o desporto e a acção social. (...)

Até as sonham...

E esta?

Finalmente em Viseu

A FNAC quer abrir mais 15 lojas até 2010 e mais cinco espaços comerciais nos próximos três anos. Na mira estão as cidades de Viseu, Braga, Faro, Leiria e área de Lisboa, disse esta quinta-feira o director-geral da FNAC, Enrique Martinez, no final da conferência de imprensa de apresentação da nova parceria entre o banco BIG e a FNAC.
Data: 14/12/2006
Fonte: Agência Financeira

14/12/2006

Janela portuguesa

E, umas fotos de Viseu, não?

Mauricio Matos é um fotógrafo especializado em fotografia de viagens. Nascido em 1977 em Viseu, tem feito um percurso fotográfico desde os seus 15 anos até aos dias de hoje, em que a fotografia é uma das suas principais ocupações.

Postais de Natal de Viseu

E, sejamos isentos... Não é só multas! Ainda há por aqui bons profissionais da PSP de Viseu!

Coisas do Natal por cá

E, para não variar o vandalismo e falta de civismo mantêm-se por aqui! Ao mesmo tempo é de louvar esta iniciativa dos alunos da ESTV.

Há mais Viseu na net...

Por aqui anda o Capitão América (mortinho por se casar, mas "atento ao monstro em que se começa a tornar"!) e por aqui "uns tristes" cheios de saudades de Viseu! Por aqui também se faz a aplogia a Viseu e já o Arlindo de Sousa transporta-nos aqui às noticias de Viseu de antigamente!

Ora toma lá e embrulha!

Sente-se já o espirito natalicio (ou comercial, pelo menos!) mas o ambiente por aqui anda fúnebre...

13/12/2006

Ponham o som baixo, pf

A caminho de Viseu em versão hard!

Postais da Cidade (já perdi a conta ao nº!)

Praça D. Duarte

Fado a cru

Relatório hospitalar


As coisas que se descobrem por aí... Aqui fica o estado da saúde e a prestação do HDV! E, pelo menos ainda não estamos em último!

Pequenos passos...

E, foi preciso os comerciantes locais sentirem o aperto das grandes superficies que invadem a toda a hora Viseu para se decidirem a ser mais dinâmicos... finalmente o site da ACDV tem vida! Será que chega para os proteger do "monstro"?

Do desporto local

Registo com agrado que a Associação de Andebol de Viseu já disponha de um site para ligação com os clubes e adeptos... São bons sinais no desporto local!

Os estudantes e a cidade

(...) Viseu ainda não reconhece que é uma cidade universitária, com mais de dez mil estudantes, que vestem, comem e fazem andar muita economia paralela, nomeadamente a que diz respeito ao aluguer de quartos. Há muita gente que não passa recibos. O tecido empresarial da região, por seu turno, nunca olhou para os estudantes, que dão movimento e alegria à cidade que, apesar de tudo, se tem mostrado indiferente. É, pois, com alguma mágoa, que vejo esta situação, na qual não pode ser incluída a Câmara Municipal de Viseu, cuja abertura é de assinalar. (...)
Roger Sousa, Presidente da FAV in DRegional

Malae, ita bele ko'alia tetun?

Mais um viseense que parte para Timor para apoiar na manutenção da paz e reestruturação das forças policiais timorenses. Boa sorte é o minimo que se deseja a bem dos timorenses e dos portugueses sob o seu comando!

12/12/2006

Alavancando a coisa


"O ViseuDigital, o integrador e as soluções da Oracle constituem uma verdadeira alavanca para a mudança, contribuindo de forma clara e decisiva para o reforço da competitividade territorial, a modernização da administração local, a massiva qualificação dos cidadãos e correspondente aumento da qualidade de vida."
Dr. Pedro Paraíso - Lusitânia, Portugal
A alavanca anda muito em baixo... Há coisas fantásticas, não há?

Rotinas de sempre

O fulgurante apoio dos adeptos ao AVFC já se faz sentir aqui...

A ti

Cinema em Viseu

Dando continuidade à actividade regular do Cine Clube de Viseu, e em parceria com o Instituto do Cinema, Audiovisual e Multimedia (ICAM), vai realizar-se em Viseu o Programa de Itinerância Cinematográfica do ICAM no auditório do IPJ nos próximos dias de 13 e 14 de Dezembro.

Cantiga do momento

E, quem canta seus males espanta!

Postal do Viriato

Se não queres que te gamem, não as ponhas aqui!

Ah sim? E, já se nota pois!

(...) Neste momento, a situação é bem diferente daquela que encontrei há uns anos: acabadas as infra-estruturas básicas, temos de reformular os nossos conteúdos funcionais, virando-os para outras tarefas como a cultura, o desporto e a acção social.
Fernando Ruas in DRegional

Estamos isolados do mundo!

E, por aqui reclama-se da falha da net...

Então, quem manda sou eu e acabou!!!

"Está tomada. Aquele é o melhor sítio para instalar os contentores. Aliás, já estão ali, naquele mesmo local, há mais de 20 anos", esclareceu António Lopes, presidente da Junta de Freguesia de Fragosela. (...) "Mas, se for necessário, afasta-se uns centímetros", declarou.
in JN

11/12/2006

Festival universitário

Os tunos deram show na cidade!

Frase do dia

"Existe corrupção com certeza, até porque as autarquias são instituições bastante apetecíveis."
O resto vem aqui

10/12/2006

Terça na livraria

Na próxima terça-feira, 12 de Dezembro, ao fim da tarde (19 horas), decorre na livraria o lançamento do livro "Dom Duarte e a Democracia" com a presença do autor, Mendo Castro Henriques e apresentação pelo Arqº Ribeiro Teles

À volta por ai...

Enquanto aqui se viaja pelo espaço depolorável da "margem sul" o AJ resolveu ir aos patos... mas deixou os mais importantes de fora! Já o Vitor, continua a não tomar o comprimido de manhã... continua a sonhar com utopias (desculpa, Vitor, não resisti!)! Entretanto nas lutas livres a discussão sobre Viseu anda acesa! Por aqui já enfeitaram a rotunda virtual e já agora, inspirem-se aqui com este poema a Viseu... se calhar um dia...tudo será diferente!

Oh, pá muda aí de canal!

Olha afinal a TV já está a funcionar... publicidade a toda a hora!

Cadê o GICAV?


Apesar de algumas intermitências no já longo percurso, o Salão de BD de Viseu conseguiu criar raízes na cidade. O GICAV–Grupo de Intervenção Cultural e Artística de Viseu têm sido o entusiasta da tarefa organizativa do Salão Internacional de Banda Desenhada de Viseu e responsável por uma uma série de razões para os bedéfilos de todo o país fazerem uma visita a Viseu. É distração minha ou este ano não se realizou? Para quando um site do GICAV na net?

08/12/2006

Na SIC pela positiva

Acabámos de sair na SIC e desta vez sem ser no "Nós por cá"! A reportagem (link não disponivel) registava o facto de cerca de 5000 crianças do concelho passarem pela exposição do Multiusos sobre as questões do ambiente e reciclagem... Positivo e de aplaudir!

Mensagem entendida

“Pedia encarecidamente aos presidentes das comissões vitivinícolas, o seu empenho, no sentido de colaborarem para se criar uma grande comissão vitivinícola de toda a região e não se sobrepusessem uns aos outros”.
António Ramos, director regional da Agricultura da Beira Litoral.

“Estamos abertos a uma grande entidade certificadora. É uma grande mais valia para as Beiras, agora, nós, comissão, temos todas as condições para avançar sozinhos”.
Valdemar Freitas, presidente da CVRD.

Ideias não faltam...

A Associação Empresarial da Região de Viseu (AIRV) e a Escola Superior de Tecnologia (EST) procederam, ontem, à apresentação pública de uma nova incubadora de empresas instalada no edifício-sede da associação empresarial, em Coimbrões.
in JN

Há dias assim...


Resolvi andar na rua
com os olhos postos no chão.
Quem me quiser que me chame
ou que me toque com a mão.

Quando a angústia embaciar
de tédio os olhos vidrados,
olharei para os prédios altos,
para as telhas dos telhados.

Amador sem coisa amada,
aprendiz colegial.
Sou amador da existência,
não chego a profissional.

A. Gedeão

07/12/2006

Onde para a Polícia?

Os da Guarda reclamam pela Polícia. Curiosamente por cá, há ou não há? Aqui não consta...

Viseu na net

Viseu hoje pela manhã no Abrupto.

E, quem te vê?

"O ISPV só tem razão de existir se estiver ao serviço da comunidade. E a comunidade, por sua vez, tem de estar ao serviço do país." É com base nesta premissa que o Presidente do ISPV lança o desafio duma TV regional. Com um excelente estúdio a funcionar nas suas instalações (a ser usado até pela SIC) o Instituto pretende assim "apoiar o ensino e a investigação, desenvolver a comunicação interna e externa, facilitar as relações com os interlocutores sociais e dar visibilidade às aspirações da região". A noticia do jornal continua referindo que "a primeira televisão acessível pela Internet, dedicada à região de Viseu, nasce depois de amanhã", o que é no minimo desagradavel para quem lança a ideia e já tem este serviço online (VTV). Aliás até o nome escolhido para para o projecto da "viseu.tv" que surge de uma parceria entre duas empresas viseenses, a "fluxodigital.com" e a "originalsites.net", me parece um mero plágio da "televisão do ISPV". E, sem querer ser derrotista, a explicação dos promotores que, garantem, dotaram-se "da mais recente plataforma tecnológica ao nível de áudio/vídeo", que possibilitará aos utilizadores "uma navegação bastante rápida e optimizada" parece-me completamente desligada da realidade da rede de dados que se vive em Portugal. Mais dia menos dia, a promessa feita aqui acerca da intenção da CMV de ter uma TV online tornar-se-à realidade (será???) e vai ser uma beleza estar sentado no PC e em cada clique fazer "zapping" nas TV´s do burgo!

A maior cidade da Europa sem comboio

Com a abertura da "Robin Hood Line", a partir de Nottingham, Mansfield abandonava o posto de "Maior Cidade da Europa sem Comboio" (ilhas exceptuadas), remetendo o incómodo estatuto para uma Viseu que ia crescendo incessantemente à sombra dos IP´s e das rotundas. (...)
Com o anúncio da construção da futura Rede Transeuropeia de Alta Velocidade, o Poder Central declarava, de uma forma algo confusa, sem revelar ao certo a vocação e âmbito dessas novas linhas de bitola Europeia, exclusivas para o tráfego de passageiros, que um dos cinco corredores a construir no território de Portugal seria precisamente Aveiro-Viseu-Salamanca. E alegadamente, este "novo corredor" dispensaria a ligação convencional a Viseu, a partir da já modernizada Linha da Beira Alta. (...)
O Município de Viseu reclamou recentemente uma ligação ferroviária convencional à Linha da Beira Alta, instando o actual Governo a definir-se, dado que foram reservados em sede de Plano Director Municipal, um conjunto de terrenos nas imediações do Hospital Distrital e do Politécnico para a construção da estação de Viseu e respectivo complexo. O "misterioso" desaparecimento das verbas em PIDDAC há menos de dois anos para a construção da ligação ferroviária de Viseu a Nelas ou Mangualde, pelo menos, carece efectivamente de uma explicação. (...) Mas o que é por demais estranho é a inconsistência absurda que constitui a exclusão de Viseu do mapa ferroviário do país, em nome de uma linha dedicada a passageiros, de Aveiro a Salamanca, cuja materialização nunca terá lugar em menos de três décadas. Em trinta anos, é concebível deixar a maior cidade do interior do país – e única suplantando a marca demográfica dos 100.000 habitantes – sem ligação ferroviária???
Se efectivamente é, então que o Governo o diga sem rodeios. E explique como é que semelhante situação é compaginável com o Plano Nacional de Planeamento e Ordenamento do Território (PNPOT). O que é que se perspectiva para uma cidade desta dimensão que não vai ficar ligada, ao contrário de Mangualde e Nelas, à rede distribuidora do TGV, a partir de Coimbra. Vamos ter problemas de "poluição temporal" e super-congestionamento das auto-estradas que ligam Viseu à rede ferroviária mais próxima (onde "encaixa" semelhante política na “engalanada” redução dos Gases de Efeito Estufa)??? E como é que se chega – sem ser por estrada - aos parques industriais de Viseu, a partir das tais “plataformas logísticas” (Cacia e Guarda), que o Governo diz ter tanto empenho em levar por diante?
Leia o artigo completo aqui.

06/12/2006

Quartas de música

Mais dois de Viseu

Há mais Viseu na blogosfera... Aqui uma consciência animada, um alerta vivo, um tudo e um nada e neste random lost memories and forgotten dreams by a lost soul"!

Mau tempo no burgo

A feira semanal também acabou mais cedo devido à falta de clientela e ao facto do rio Pavia ter invadido parte do recinto, galgando as margens que actualmente estão a ser requalificadas no âmbito do Programa Polis.
in DRegional
Também a "Educação" voltou a meter água... mas isso já tinhamos dado conta!

Queremos todos mais e melhor segurança

E, quem não quer mais segurança? A região começa a evidenciar sinais preocupantes que merecem uma actuação firme para reduzir os efeitos e uma análise cuidada das causas (além da detenção dos vândalos e outros amigos do alheio).

Diferendo resolvido

Ao que consta aqui está enterrado o machado de guerra entre Citrôen e CM Mangualde, facto que se regista a bem dos trabalhadores e da região!

Perguntar não ofende

Esta pergunta está uma riqueza... Responda quem souber!

Está atrasado ou chega a horas?

O Ideias Fixas do nosso conhecido Sá Morais relançou a ideia... Afinal, ainda não morreu a esperança! E, lançada a discussão há quem concorde e quem discorde. A petição, essa, continua a ir registando adesões e vamos a caminho dos 500. Fica aqui o link e naturalmente aberto o espaço a comentários!

05/12/2006

Olhares sobre a cidade

Este é um... mas há mais olhares da cidade, certamente!

A próxima no Teatro

Tempos depois...

Porquê este Parque?
A região de Viseu tem registado nos últimos anos um crescimento que a coloca como eixo de uma nova centralidade onde entroncam vias de comunicação, equipamentos sociais, investimento público e privado a que se juntam agora novos estabelecimentos de ensino superior.
Este crescimento resulta também de um tecido empresarial activo que tem permanentemente correspondido às dinâmicas verificadas. Perante estes cenários tornou-se imperativo intervir no domínio da localização empresarial e, consequentemente, criar este primeiro projecto, o Parque Empresarial de Mundão, que vem dar resposta aos inúmeros pedidos de instalação dos empresários e também introduzir um novo conceito de gestão condominial em espaços destinados a actividades empresariais. (...) Este equipamento económico, constituído numa área territorial delimitada e com características de condomínio empresarial, é gerido por uma sociedade gestora, a GestinViseu - Parques Empresariais de Viseu, S.A., a quem cabe um papel activo de promoção e divulgação do Parque e da actividade económica que ele gera, sendo ainda responsável pela sua gestão, nomeadamente:
- Espaço para escritórios de empresas
- Salas de reunião
- Formação Profissional
- Centro médico Creche / jardim de infância / ATL
- Espaço para instalação de serviços (bancários, correios, etc.)
- Área de restauração e cafetaria
- Ecocentro
- Ecopontos
- Postos de transformação
- Portaria
E, disto? O que existe hoje? Do que se projecta ao que se realiza vai uma distância abismal... Ele há coisas fantásticas, não há?

Referência positiva

Viseu nas primeiras páginas e como exemplo de boas práticas! É de aplaudir!

E, ficarem parados é pior!

E, quase aposto, que estes aqui bem podem esperar sentados, infelizmente!

Apagar fogos no inverno

Os incêndios são um flagelo actual e por isso é de registar o aparecimento aqui destas acções de sensibilizaçao e prevenção mesmo no inverno.

São também os alunos que fazem a escola


É sentido e sabido que o ensino superior de Viseu se encontra fechado sobre si próprio. A interacção com as empresas e o tecido social da região consegue-se resumir a uns quantos protocolos de estágio, uns quantos congressos e pouco mais... projectos recorrentes e sistemáticos de colocação do saber académico ao serviço da comunidade local e do empreendorismo local são excepções à regra, ao contrário por exemplo do que se passa aqui ao lado em Aveiro. Não sei se um blogue será a forma mais ajustada para criar esta empatia com a polis local nem se o tema em causa suscitará o interesse da maioria mas não deixa de ser de registo a preocupação destes alunos aqui!

04/12/2006

Cenas da academia

Há mais disto aqui! A foto foi retocada para não denunciar o "simpático" e dispensa comentários!

Leitura obrigatória

Em Portugal, quem está na vida política divide-se em três grupos os mercenários, que fazem dela uma forma de enriquecimento próprio; alguns resistentes, como é o meu caso; e os medrosos. O problema dos medrosos é que são muitos e muito baratos. Os resistentes têm a obrigação de dar mais força à sociedade para mudar o actual estado de coisas.
Paulo Morais in JN

Viseu e a cultura do centro comercial

Há mais Viseu na net... O Hugo fala aqui do que lhe apetece! E, concordo com ele, esta coisa da cultura do "shopping" é detestável!

Sai factura!

Na cidade de Viriato, a Câmara divide com os comerciantes o custo das iluminações das ruas principais (cerca de 90 000 euros), cabendo à autarquia suportar, em exclusivo, a decoração das praças, rotundas e arruamentos que não têm comércio. As novidades deste ano são "os motivos diferentes, de maiores dimensões e muito coloridos", que vão ser utilizados em quatro ou cinco ruas do centro da cidade.
in JN

Novos talentos procuram-se

O Teatro Viriato, em Viseu, está à procura de jovens, entre os 14 e os 20 anos, da região de Viseu, para integrarem o projecto PANOS, Palcos Novos Palavras Novas, promovido pela Culturgest e que, no Teatro Viriato vai ser orientado pelo encenador Graeme Pulleyn. As inscrições estão abertas até 15 de Dezembro no Teatro.

Festa de arromba

Aposto que esta festarola toda pela ocasião da inauguração do cemitério nem em países do mundo subdesenvolvido acontece! E depois, já tem lugares marcados ao que parece... o ideal seria ficar para os repesenses maus, para os que criticam porque os bons... esses, vão para o céu! Há coisas fantásticas, não há?

03/12/2006

Olha aí o meu!

Ao mesmo tempo que ocorre o evento do Dão, vinhos & sabores, a discussão à volta do "tacho" sobe a fervura! Há opiniões para todos os gostos, mais condimentadas ou menos! No meio de tanta polémica, há quem se mantenha caladinho... não te rales, mas não te entales! O vencimento justifica tal cuidado, certamente!

Quando a coisa nasce torto...

Quando não é a Câmara a plantá-las por tudo que é via de comunicação, são os moradores a exigi-la! Lá terão as suas razões e um destes dias a cidade mais uma rotunda!

É só imagem...

Anuncia-se por aqui a chegada de mais uma TV local. Já tínhamos esta e a promessa aqui da TV do regime!

O natal na cidade

O AJ não falha. Já retratou o natal na cidade aqui.

Agradecido pela preocupação

Não deixa de ser curiosa esta preocupação quando no limite somos nós, os contribuintes que aguentamos a carga! E em Viseu é pela tabela máxima!

O PDM de Viseu é melhor que o meu!

Como o PDM do burgo está na ordem do dia aqui ficam algumas citações para os decisores locais terem em linha de conta:
- PDM que berra, bocado (de território) que perde...
- O PDM de Viseu quando nasce é para todos (ou quase).
- A proposta de PDM da vizinha é sempre melhor que a minha.
- Mais vale um PDM de Viseu na mão que dois em vigor!
- Zona a zona enche o PDM de Viseu o papo.
- Entre PDM e CM não se mete a colher.

02/12/2006

Pomada para todas as maleitas!


O prémio "O Grande Vinho do Dão", instituído pela Comissão Vitivinícola Regional do Dão, correspondente à colheita de 2005, foi entregue, ontem, a um vinho (Touriga Nacional) produzido em Vila Nova de Tazem pela Quintas Aliança Dão - Sociedade Agrícola, SA.

No concurso estiveram em prova um total de 163 amostras pertencentes a 60 produtores, nas categorias de vinhos brancos, tintos e rosados. Vinte foram premiados com a medalha de ouro e vinte e quatro com a de prata.

in JN

Fala quem sabe!

(...) Assim, por exemplo, a linha de Aveiro a Vilar Formoso, que um dia teremos de construir e será a nossa principal via de ligação ao exterior para passageiros e mercadoria, deverá ser uma linha que permita a circulação de comboios até cerca de 220 km/h. Numa região acidentada como a Beira Alta, o custo de uma linha TGV seria muito mais alto e não se justifica para ganhar 15 minutos a atravessar o país. No que diz respeito às mercadorias, a vantagem da nova linha é a de os vagãos poderem ir até à Polónia e não ficarem limitados à Espanha, enquanto os espanhois não mudarem a bitola. (...)

António Brotas, Professor catedrático jubilado do IST, 1 de Dezembro de 2006.

01/12/2006

Que mais nos irá acontecer?

É só contrariedades... depois da entrevista do treinador do Académico esperançado nas imensas alegrias que o Clube nos vai dar no futuro, eis que, como me lembra o C. Costa, chega a lei das finanças locais para complicar tudo!

Retratos da comunicação social local

Dois exemplos, entre muitos:
- Já estamos em Dezembro mas as últimas são de Agosto!
- E, entre isto e nada, qual é a diferença?

Na defesa do comboio para Viseu

Mais um que se juntou à causa! Sê bem vindo e assina aqui!

A capital é Viseu

E, quantos conhecem o Dão?

Mas queres ou não queres?

Depois disto perdi as esperanças de reclamar a ponte que ninguém quer, sobretudo depois de saber que " compete à Câmara Municipal da área em que se situa a estrada ou caminho municipal, servido pela ponte ou pontão em causa, a responsabilidade pela sua conservação".

30/11/2006

Dar ao povo aquilo que o povo quer e gosta!

Melhor que isto só o Gato Fedorento! Então aquela do "nós pretendíamos e pretendemos e continuamos a pretender" é do melhor!

Fim de semana alargado

Este fim de semana, se apreciar o néctar da zona, aconselho uma visita ao Dão, vinhos & sabores... se não gostar, aproveite esta FINTA!

Não há bela sem senão!

Sei do que se queixam pois já ali morei... e já há 5 anos era esta miséria! Hoje, cinco anos depois, não vivo com este problema mas em contrapartida nem um caixote do lixo tenho no bairro! Dum lado a cidade, do outro o subúrbio...

Pontos de vista

A função obriga a falar assim... mas, não fiquei convencido. Continuo a preferir o Sim!

A cores ou não é sempre bonita!


Elisabete & Nuno no Viriato

Instantâneos da cidade



Café com cultura

E, por aqui voltou a surgir o café à borla, desta feita à volta duma exposição de pintura do Júlio Pires!

A nossa livraria

Mas, não é que já vos começam a notar? É na Visão, é aqui... força FF e Compª, estão no caminho certo!

29/11/2006

O que disseram!

A ligação de Viseu à linha da Beira Alta é uma prioridade no âmbito da política para os transportes no concelho. A opinião é unânime entre os candidatos à autarquia viseense nas eleições de Outubro.

Quanto à possibilidade do TGV (Alta Velocidade) vir a servir a região na sua eventual ligação Aveiro/Salamanca, o candidato do PS não tem dúvida em afirmar que se trata de um projecto "absolutamente indispensável não só do ponto de vista da região, mas também no todo nacional".

Para o candidato da CDU, Viseu ainda não tem uma ligação à linha da Beira Alta «por falta de vontade política», comparando este caso ao da universidade pública que "também não foi criada em Viseu."

O candidato do CDS/PP, Luís Caetano, lamenta a falta de comboios em Viseu e a existência de uma ligação à linha da Beira Alta. "É pena que Viseu não tenha uma ligação directa ao ramal", frisou Luís Caetano que apontou ainda que a existir ela poderia servir como "transporte urbano ou metropolitano de superfície".

Já para o candidato do Bloco de Esquerda, Carlos Vieira, a ligação à Beira Alta "deveria ter sido feita há muito tempo". "Quer a Câmara Municipal, quer os deputados eleitos por Viseu têm é vindo a ver passar os comboios". Carlos Vieira disse que a posição do BE vai de encontro ao que é defendido pela AIRV – Associação Empresarial da Região de Viseu – que defende uma linha de transportes de velocidade alta e que faça a circulação de mercadorias.

Julho de 2005

Paradoxos

O Centro de Formalidades das Empresas (CFE) ajudou a nascer 535 novas firmas no distrito de Viseu, desde que entrou em funcionamento, há um ano. Além dos processos de constituição de novas sociedades, aquele centro ajudou 151 empresas a alterarem os seus pactos sociais.
Correio da Manhã, Jan05
Daí para cá o desemprego não para de aumentar no concelho!

Ano após ano

"A Câmara Municipal de Viseu anunciou, ontem, o lançamento do "RequalVis". Um programa de requalificação urbana, de estrutura simples, que pretende contribuir para a manutenção da qualidade de vida das 34 freguesias do concelho. "A ideia é criar um instrumento simplificado que permita às juntas de freguesia a concretização de pequenos trabalhos nas respectivas localidades", explicou o Fernando Ruas, presidente da Câmara de Viseu. Reposição de pavimentos, substituição de lancis, instalação de mobiliário urbano, criação de espaços de lazer e reposição de iluminação pública, são algumas das obras que se enquadram no "RequalVis". "Não estamos a falar de obras novas. Para essas, já temos o Provisar, um programa que tem permitido, ao longo dos anos, investir fortemente nas freguesias. Neste caso, a aposta vai para a manutenção da qualidade de vida existente", explicou Fernando Ruas.
JN, Set04
Dois anos depois no bairro da minha aldeia ainda não há uma árvore nem um caixote do lixo!

Até custa a crer!

Ideias e iniciativas desta natureza são de aplaudir!

Crónicas no ar e em directo

8:20 da manhã.
O spot da Rádio NoAr anuncia mais uma crónica (com os mesmos comentadores de meses e meses a fio) e o lá começa o cronista por expressar a sua opinião sobre um cartaz da CGTP colocado no Rossio com o slogan lutar contra a mudança (de facto, nem mesmo Peter Drucker se lembraria duma ideia assim!). E, à medida que vou avançando no trânsito vai também o cronista avançando as suas ideias até que perdendo o fio à meada exclama em directo:
- (...) e assim atra... hum, oh porra, caraças!
- porra - repete o locutor se serviço
- começa no parágrafo anterior - pede o cronista
- caraças, porra - repete o locutor
e, termina a crónica, segue a música!
Vou começar a gravar estes momentos, acreditem! São coisas destas que nos fazem sorrir logo pela manhã... ou não será caso para isso?

Ei, estás em Viseu, rapaz!!!

Vitor, que se passa? Voltaste a deixar de tomar o comprimido de manhã e à noite dá-te para sonhar?

28/11/2006

Vai e abre a porta... da cidade mágica!

Vai e abre a porta.
Talvez lá fora haja uma árvore, ou um bosque, um jardim, ou uma cidade mágica.
Vai e abre a porta.

Talvez haja um cão a vasculhar. Talvez vejas uma cara, ou um olho, ou a imagem de uma imagem.
Vai e abre a porta.
Se houver nevoeiro dissipar-se-á.
Vai e abre a porta.

Mesmo que nada mais haja
que o tiquetaque da escuridão,
mesmo que nada mais haja
que o vento surdo,
mesmo que
nada haja, vai e abre a porta.
Pelo menos haverá uma corrente de ar.

"A Porta" de Miroslav Holob,

Olhando do norte

Vista da cidade... o "mamarracho" não falha e dentro de dias as luzes de natal!