04/03/2006

Mas são surdos ou fazem-se?

Então não é que a selecção portuguesa de futebol, contrariando todas as intruções do MNE, resolveu dar uma malha na Arábia Saudita por 3-0 e desta forma continuar deliberadamente a politica de agressão contra os povos islâmicos?

Insubstituível?

Por aqui anda tudo a arder e ainda há quem vá em cantigas... que vale é que já há soluções!

Para onde vais Viseu?

Então, que decidem?

Contrastes

No mercado da cidade...

03/03/2006

Ah, eu é que sou má língua?

O site da Agência mãe do Viseu Digital também não me causa surpresas. Mais não esperava... Os dados estatisticos apresentados são muito actuais pois só têm 10 anos de atraso (1996), os projectos desenvolvidos e em curso não respeitam nenhuma das datas definidas como meta de realização mas certamente que não falham nas verbas orçamentadas, os estatutos são uma graça e basta atentar nisto (...) 1. O mandato da Mesa da Assembleia Geral, da Direcção e do Conselho Fiscal é de quatro anos. 2. Os cargos sociais são exercidos gratuitamente, em representação da instituição que os indica. (...) 4. A Direcção é eleita por um período de quatro anos, coincidindo com o início dos mandatos autárquicos. 5. As deliberações da Direcção são tomadas por maioria. 6. Para obrigar a Associação, são necessárias e bastantes, as assinaturas de dois membros da direcção e etc... Aprovados em 98, que me recorde, já dei conta nas noticias duma série de eleições ou não? O boletim Noticias é o exemplo vivo dum link bem dinâmico, tão dinâmico que "De momento, a página que procura não está disponível. O Web site poderá estar com problemas técnicos ou talvez seja necessário ajustar as definições do browser" e igual caminho segue o Boletim Desenvolver! Enfim, pormenores... o essencial está lá embora poucos o recebam, digo, percebam!

Não vi mas contaram-me...

Hoje o Parlamento parece que teve uma série de personagens dignas de cartoons!

E, não só!

Grande coisa esta! Por cá, conheço umas quantas baleias que além de soprar até cantam e dançam!

02/03/2006

Condenável, pois então!

Isto preocupa a Edilidade e devia preocupar cada um de nós. Se não gostam critiquem, refilem, manifestem-se mas, não estraguem!

E os navios no Pavia, não?

A feira dos armários e camas do costume este ano, tem uma novidade - uma exposição dos oceanos! Ao que se sabe, os expositores só trazem os peixes pois a água chega a que a EXPOVIS mete...

Organizem-se!

Foi o PS que o nomeou a primeira vez, se a memória não me atraiçoa... é o PSD que questiona agora a sua substituição! A politica tem disto!

A norma

Défice e endividamento das autarquias... é norma nos jornais! Quem vai pagar tudo isto, também já se sabe!

01/03/2006

Posições

Então, agora deu-te para andares a olhar para o tecto?

A rir xe dixem coixas xérias

A Rádio NoAr passou hoje no seu noticiário uma peça sobre o enterro do carnaval em Repeses. Confira aqui.

Ora, bolas!

Ah, afinal não é verdade! O Viseu Digital não vai criar nenhum Paraíso Virtual, já tem um real!

Para desanuviar

Ouçam esta. É de rir e chorar por mais...

31 anos depois!

"O que se passou no 24 Horas é um sinal: em Portugal a liberdade de informação não tem muitos amigos. A decisão de um juiz de considerar que é legítimo vasculhar os computadores de jornalistas do 24 Horas, pondo em risco eventuais segredos profissionais, é muito mais grave do que pode parecer. Primeiro, porque confirma que o Ministério Público não está a investigar como foi possível que listagens de chamadas telefónicas de altas figuras do Estado estivessem entre os documentos do processo Casa Pia quando este deixou de estar protegido pelo segredo de justiça. O que está a investigar são os mecanismos da liberdade de imprensa, mecanismos que permitiram denunciar uma falha grave do próprio Ministério Público. Como já aqui escrevemos, não se quer saber do mal, quer-se matar o mensageiro que o revela. (...) A liberdade de informação já viveu melhores dias em Portugal."
José Manuel Fernandes, no Público (link não disponível)

Devagarinho a coisa vai...

Preparem-se para aqui dar corda aos sapatos ou para encher os pneus da bicicleta!

28/02/2006

Piada de Carnaval

O Viseu Digital decidiu criar o Paraíso Virtual (mas, com entradas reservadas, claro)!

Viseu na net

Andando perdido pela net dou conta de mais uns blogues que falam de Viseu. Aqui fala-se da moderna Lusitânia, este já é conhecido das crónicas locais e finalmente, aqui fica uma confusão à volta do Lote 84.

Centro Histórico

De noite e de dia... tanto faz!

Gerações no Rossio

Viseu em imagens

O berdadeiro artista biseense

Força, Henrique... tás cá dentro!

27/02/2006

O triunfo dos porcos


Este livro foi escrito entre Novembro de 1943 e Fevereiro de 1944 por George Orwell, pseudónimo de Eric Arthur Blair, cidadão do Império Britânico, nascido em Motihari – Índia em 25 de Novembro de 1903 e que nos deixou, em Londres, no dia 21 de Janeiro de 1950.
Para além deste clássico George Orwell, um dos mais influentes e brilhantes escritores do Século XX, e com uma vasta obra, publicou em 1949 - “1984 (Mil novecentos e oitenta e quatro)” onde descreveu um futuro controlado, vigiado por alta tecnologia, e onde a História era continuamente alterada.
O “Big Brother” saiu das páginas deste livro onde um sistema de “Teletela”, um televisor bidireccional, permitia ver e ser visto e era quase omnipresente.

George Orwel que foi um combatente das Brigadas Internacionais da Guerra Civil de Espanha, compreendeu bem os perigos do Estalinismo e escreveu “directa ou indirectamente contra o totalitarismo e em defesa do socialismo democrático (...)”.
Esta fábula de bichos foi publicada em 1945 e tornou-se um clássico moderno. Os animais da quinta, algures na Inglaterra, vão ser incentivados por um velho porco branco e premiado, Major, a libertar-se do jugo do homem e a fazer a Revolução. A sua nova cartilha - o “Animalismo”, reunida em “Sete Mandamentos” , foi escrita pelos porcos que lideraram a revolta contra o Sr. Jones, o proprietário da quinta que sempre os tratara bem, e eram os seguintes:

1º - Tudo o que anda com dois pés é inimigo.

2º - Tudo o que anda com 4 patas ou tem asas é amigo.

3º - Nenhum animal usará roupa.

4º - Nenhum animal dormirá na cama.

5º - Nenhum animal beberá álcool.

6º - Nenhum animal matará outro animal.

7º - Todos os animais são iguais.

Depois de alguns anos de trabalho os outros animais já não conseguiam distinguir os porcos dos homens e a norma : “Todos os animais são iguais mas, alguns são mais do que outros” - acabou por substituir os “Sete Mandamentos” e justificou que os porcos que dirigiam o trabalho passassem usar o chicote.

Título: ”O Triunfo dos Porcos”, Título Original: “Animal Farm”, Tradução: Maria Antunes: Capa: A. Rosa e J. Brandão: Editora p&r - perspectivas e realidades – Lisboa: 3ª Edição, Outubro de 1980: 111 Páginas
Por AJ

Novelas habituais

Com tanto lume, haja quem faça o rescaldo!

A propósito de desporto

A Câmara Municipal de Viseu está apostada em aumentar a taxa de participação desportiva no concelho. Segundo o presidente da autarquia, Fernando Ruas, apenas 23 % da população activa do município pratica, com regularidade, uma actividade desportiva. Com o objectivo de mudar essa situação, a Câmara está avançar com a elaboração de uma Carta Desportiva Municipal.
Ciente da crescente importância do desporto nas sociedades contemporâneas, quer pelo seu contributo para o desenvolvimento local e regional, quer como factor de qualidade de vida e de coesão social, entendo importante este objectivo político na promoção e generalização do acesso à prática do desporto e da actividade física. Nessa conformidade, a Carta Desportiva é importante mas, na minha leiga perspectiva importa também seguir uma estratégia de desenvolvimento desportivo, cujos vectores fundamentais serão os seguintes:
- Elaborar em discussão com os Agentes Desportivos e Culturais do Concelho o Regulamento Municipal de Equipamentos Desportivos, Culturais e de Lazer (incluindo as Piscinas Municipais e áreas desportivas do Fontelo);
- Programa de Apoio à Manutenção de Actividades dos clubes e associações do concelho, consistindo numa comparticipação financeira anual (com regras claras e de equidade);
- Programas de Promoção de Modalidades Desportivas e do Espírito Desportivo, visando, por um lado, incentivar e generalizar a sua prática numa perspectiva sustentada e continuada, e, por outro, divulgar e afirmar os valores do desportivismo;
- Apoio e incentivo à prática generalizada do exercício e da actividade física enquanto factores de promoção de uma vida mais saudável e de uma cidadania mais completa, melhorando os programas existentes (Viseu Jovem - Viseu Futuro, Jogos Desportivos, Jogos da Amizade, Olimpíadas Universitárias) e criando os Jogos do Idoso.
- Programa de Férias Desportivas e Ocupação de Tempos Livres;
- Organização, apoio e patrocínio de eventos desportivos que, pela sua projecção e dimensão, representem um incentivo à prática desportiva e contribuam para a afirmação e desenvolvimento desportivo do Concelho.
- Criação e instalação do Gabinete de Apoio ao Associativismo Desportivo (sede social e apoio administrativo, jurídico e contabilístico para os Clubes e Associações do Concelho que o pretendam);
- Criação da Empresa Municipal de Gestão de Equipamentos Sócio – Culturais e Desportivos, que será responsável pela gestão do espaço e das actividades culturais e desportivas (Multiusos, Piscinas, etc).
Desta forma, acho que podemos ir longe e nada disto são coisas "farminhónicas". São simples e exequíveis. Assim, haja vontade para tal!

26/02/2006

Mais um passo em frente

Gripe das aves? Só se foi o pito do Baia...

Somos todos iguais, mas...

Vencer a inércia

Acho importante esta ideia, mas antes disso, não era melhor fazerem com que a EXPOVIS tivesse algum interesse local?

Classificação: excelente!

E, estes estão para ficar e durar!

Ainda mexe

Os jovens discutiram sobre a UP aqui.

Dança dos Cus


Entretanto, e sem brasileirices, em Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, brinca-se ao Carnaval ao som da valsa, que marca o ritmo da "Dança dos Cús". O verdadeiro nome da folia é "Dança Grande", mas os forasteiros mudaram-lhe o título, porque, "quando há variações de ritmo, as pessoas vão ao centro e chocam de rabo". A "tradição genuinamente nacional" sobrevive desde 1865 e prolonga-se este ano até terça-feira, a partir das 14 horas .

Não resisto


Hoje vai-me dar gozo ligar a TV e ver os cortejos pindéricos cheios de biquinis, sambas e celulite. O mau tempo que é uma das caracteristicas mais genuinas do nosso portugal deve produzir um efeito engraçado... Hoje, vou abrir uma excepção e ver!