08/04/2006

A nova máquina do AJ e os problemas de sempre



Junto duas fotos da Cava de Viriato, obtidas hoje pela manhã, e que mostram parte do fosso que rodeava a muralha: - 2º troço Rua dos Heróis Lusitanos e nas costa da Estrada Velha
Na primeira vê-se água límpida, quase uma imagem bucólica ; Na segunda muito lixo como, infelizmente, no Pavia..

Sinceramente!

E isto é coisa que se faça ao rapaz?

A galope

Face ao aumento significativo do nº de bestas na região eis que surge a 1ª feira. Constou-me que muitos dos exemplares nem sequer vão parecer por lá, apesar de estarem convidados!

Precisa-se extintor

Continua o lume aceso por aqui!

Contrastes

A miséria mora aqui ao lado! Em contrapartida em Viseu os centros comerciais nascem como cogumelos!

Mentalidades e miserabilismos

Viseu está bonita, as pessoas apreciam a nossa cidade. Pena que o desenvolvimento não seja harmonioso e que as força politicas não se unam em tornos das verdadeiras causa da cidade. Mas também o CAF é o exemplo do que os politicos pouco sabem fazer. Em tempos, ainda estava eu em Viseu, eram directores do CAF tantos e reputados politicos cá do burgo. Olhe o que deu!! Aqui em Aveiro, fala-se que caso Viseu passasse o Politécnico a Universidade Politécnica, corría o risco de se tornar capital da zona centro. Aqui tudo fazem para que Viseu não evolua o Instituto para Universidade. Em Viseu, parece-me, que por causa de guerrinhas de vizinhos não têm noção da arma de desenvolvimento que têm na mão. Mentalidadezinhas.
Pedro Mota em 2006/04/04 in
Movimentos

Venha o Diabo e escolha

Não sei se isto são bons ou maus sinais. Dum lado esta argumentação, do outro o caso do Clube Académico de Futebol cuja participação no capital social de 300 mil euros continua a figurar no activo das contas da CMV!

O barrete é para quem o enfiar

Os alunos devem ter papel activo no novo processo educativo, tendo em vista a Declaração de Bolonha. Por isso, o presidente do IPV, João Pedro de Barros, desafiou-os a fazerem ...
‘o assalto à torre de marfim dos medíocres e conservadores’, ou seja: ‘daqueles que não conseguem ver mais longe do que a ponta do nariz’. O desafio deve ser ‘agarrado por todos de alma e coração, com as duas mãos, lançando-nos em busca do futuro’. Naturalmente que ‘há riscos’. Mas eles serão ‘muito maiores para aqueles que abraçam o imobilismo, a mediocridade, inconsistência e incoerência’, no fundo, o atraso e o conservadorismo’.
Antas de Barros no II Seminário de Turismo: Mercados Emergentes da Actividade Turística, que decorreu na Aula Magna do Instituto Politécnico, promovido pelo Departamento de Gestão e o Curso de Turismo da Escola Superior de Tecnologia

06/04/2006

E queixam-se eles dos 16 anos doutros?

Vira o disco e toca o mesmo!

Ligados na rede

Os vizinhos continuam a dar-nos cartas e não só...!

Lá se foi o projecto por mais um ano!

O Académico de Viseu foi até Moimenta da Beira e regressou com uma derrota que não sendo copiosa, foi, no mínimo inesperada em termos de expressão de número de golos. Deste modo, os academistas perderam a oportunidade de alcançar o segundo lugar e os moimentenses consolidaram uma posição que lhes garante, praticamente, a manutenção.
in
DRegional

É evidente

"Todos os Governos deixam a República mais endividada mas só um é mentiroso: o anterior".
Sérgio Figueiredo in Jornal de Negócios

05/04/2006

Dê um título à foto

Gamada aqui

Do que sei... e do que espero!

A propósito de perguntas, caiu-me esta na caixa de correio: "Bom dia, e de rio Pavia que há de novo?"
Bem, quem souber que responda... para já a ideia que tenho é que este é, por enquanto, um assunto mal cheiroso! Foram anunciadas intervenções para breve nesta área no âmbito do Polis e espera-se que traga nova cara e melhor ambiente a este espaço da cidade e que depressa o rio, como deliciosamente ouvi há tempos à Isabel Silvestre, leve água lavadinha!

Objectivamente perguntando

Vitor, não era melhor objectivares o objectivo? Ah, para isso precisavas de escrever um livro, pois, um blog não chegaria... só para a SAD e outros projectos farminhónicos gastavas os quinze primeiros capítulos!

Venha tomar café connosco


O Instituto Politécnico de Viseu inaugura, segunda-feira, dia 10 de Abril pelas 14 horas, uma exposição de Pintura da autoria de Rui Costa.
Esta mostra é integrada no ciclo venha tomar café connosco.
O Foyer da Aula Magna do Politécnico abre as portas a todos quantos queiram apreciar a exposição e saborear um café.
O novo ciclo venha tomar café connosco traz a novidade das inaugurações das exposições serem, sempre, às 14h, com oferta da «bica».

Rui Costa nasceu em Mangualde a 24 de Junho de 1970.
Tendo como escola as suas próprias experiências, ele se assume como autodidata. Desde muito cedo, mostrou ser a arte o seu meio de convivência com o mundo.
Com a ajuda de professores e amigos vai acumulando conhecimentos técnicos.Ausente por algum tempo do mundo da arte é incentivado pela família e amigos a retomar o contacto com as telas e os pincéis, acaba por experimentar técnicas. Assim, realiza o seu primeiro trabalho a óleo em 94. A paixão pela arte leva-o a dedicar-se de corpo e alma às suas telas.

04/04/2006

Correio dos leitores (do AJ)



Anexo duas fotos e peço desculpa pela fraca qualidade porque são fotos obtidas com uma câmara de telemóvel. As fotos mostram o pedaço da muralha que tombou, devido à falta de cuidado dos homens, e cedros que tombaram, na Cava de Viriato, devido à fúria do temporal..

A não perder

Quinta Feira, 6 de Abril às 21h não perca as CONVERSAS NA LIVRARIA
“O PROCESSO DE BOLONHA E O ENSINO SUPERIOR NO INTERIOR DO PAÍS”
Para esta conversa sobre o Tratado de Bolonha e dos desafios que enfrentam as Universidades e Politécnicos Portugueses para a sua aplicação, em especial as instituições do interior do país, a Livraria convidou o Dr. Paulo Peixoto, Presidente da Direcção do Sindicato do Ensino Superior (SNESup).

A música do AJ

Capa do primeiro single do Grupo Novo Rock, “GNR”, editado há 25 anos.
OS “GNR”:
”Banda portuguesa formada no Porto em finais de 1980, os GNR (acrónimo de Grupo Novo Rock) foram um dos grupos que melhor corporizaram o chamado rock português no início da década de 80. Formada actualmente por Toli César Machado (bateria), Jorge Romão (baixo) e Rui Reininho (vocalista), a banda conheceu várias formações ao longo dos tempos e também inúmeras polémicas. A banda é um dos grandes símbolos da cidade do Porto, por tudo o que sempre significou e ainda pelo carinho que sempre demonstraram pelo povo da zona.”
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

Paraíso florestal

Vale a pena ler isto! E isto aqui recordado! Falta de verbas? Não me façam rir!

Ler nas entrelinhas

Não vos dizia que o senhor já tinha bilhete passado? Só não acerto no totoloto...

Votando

Por aqui a questão anda há volta dos logotipos. A cor é lindissima mas de resto, a minha opinião está dada!

Se a moda pega

Por cá, os incêndios começam cedo! E, outros chamuscam-se... com sms!

02/04/2006

Serviço público

Actualizados ou não, se precisarem de saber as linhas e horários dos STUV, cliquem aqui! E, já agora, a empresa (e não só) pode aproveitar para fotocopiar e mandar colocar nas paragens dos autocarros...

Schiu.... cala-te!

E, que é feito deles?

Desporto é para todos?

Num concelho aqui ao lado não deixam de surgir as boas iniciativas. Por cá, esta ideia do Desporto para Idosos ainda não foi implementada porque a maior parte dos serviços e instituições da cidade, caso os idosos se inscrevessem nas actividades, ficavam sem gente para manter as portas abertas!