15/04/2006

Recordando...

Expectativas sobre a alta velocidade têm comprometido solução mais rápida e barata da ligação da cidade à Linha da Beira Alta. "Viseu é a maior cidade da Europa continental que não é servida pelo caminho-de-ferro", disse ao PÚBLICO o especialista em Transportes Manuel Tão, à margem do 4.° Encontro da Transportes em Revista, que se realizou na terça-feira em Lisboa. "Causa perplexidade como é que, tendo sempre existido disponibilidades financeiras para beneficiar os eixos rodoviários de centros urbanos com mais de 90 mil habitantes, como Viseu, tem prevalecido uma completa ausência de vontade política para colmatar a pouca distância que separa a cidade da modernizada linha da Beira Alta", acrescentou o mesmo especialista, que considera "absurdo" estar-se à espera da linha do TGV Aveiro-Salamanca, "que provavelmente demorará décadas a ser construída", para acabar com este isolamento.Doutorado em Economia de Transportes, Manuel Tão diz que voltar a ligar Viseu à rede convencional "deveria constituir um desígnio nacional nas políticas de obras públicas prioritárias dos anos próximos, aproveitando-se o facto da região permanecer elegível para Fundos Europeus de Objectivo I, no próximo Quadro Comunitário de Apoio".
No entanto, a Refer, no seu plano de investimentos para 2005, não tem qualquer verba afecta para estudar sequer esta ligação, embora exista já algum trabalho feito sobre a possibilidade de se construir um desvio à Linha da Beira Alta, entre Mangualde e Nelas (ou Santa Comba Dão), para servir Viseu.
De acordo com Rui Reis, porta-voz da empresa gestora de infra-estruturas ferroviárias, a questão do isolamento de Viseu está a ser considerada no âmbito o projecto da alta velocidade, que prevê um corredor de TGV entre Aveiro e Salamanca, a construir entre 2011 e 2015.
Esta foi, de resto, a promessa do Governo de Durão Barroso, embora o cumprimento daqueles prazos pareça hoje pouco crível, dado que os recursos disponíveis têm sido aplicados no desenvolvimento das linhas Porto-Lisboa e Lisboa-Madrid. Manuel Tão diz que não há "perspectivas reais" de o acesso de Viseu à rede de alta velocidade ver o início das obras "antes de 2020" e a exploração do sistema a arrancar "antes de 2025".
Lembra que o projecto da alta velocidade custa 2,2 mil milhões de euros, enquanto a simples ligação de Viseu à Linha da Beira Alta, em rede convencional, nunca ultrapassaria os 250 milhões de euros, poderia beneficiar e uma comparticipação do Feder de 34 por cento a fundo perdido, e ficar concluída em 2012.
Actualmente, a cidade é servida pelas estações de Nelas e Mangualde, mas com uma estação a construir na zona do Hospital de S. Teotónio ou do Palácio dos Desportos, a viagem Viseu-Lisboa, num comboio Intercidades convencional, poderia demorar apenas duas horas e 30 minutos. "Isso tornaria o transporte ferroviário atractivo e retiraria, seguramente, um trânsito significativo da estrada", prevê Manuel Tão. Por outro lado, este especialista adverte que esta solução não era incompatível com o projecto do TGV, desde que a estação a construir fosse concebida para funcionar como plataforma intermodal, onde pudessem coexistir a alta velocidade e a ferrovia clássica.Viseu ficou sem comboios no dia 01 de Janeiro de 1990, quando fechou a Linha do Vouga, que ligava a cidade a Aveiro. O ramal para Santa Comba Dão já tinha sido encerrado em 1988.
PUBLICO 4.7.05
CARLOS CIPRIANO

Viseu, cidade das sete torres

Passam a ser 8... a torre do lixo que o AJ encontrou!

Viseu, séc XXI

Bairro do Serrado... visto pelo AJ e por nós todos!

Pelos olhos do AJ

A primeira já desabrochou...

Mesmo no meio do lixo surge a beleza...

Se tens queda para o design...

Mascote procura-se para os Amigos da Beira.
A Associação de Defesa do Património, Ambiente e Consumidor “Amigos da Beira”, em Viseu lançou o desafio, aos alunos entre o 5º e o 12º ano de escolaridade, para a criação de uma mascote para a associação. “Mascote Procura-se” é o título do concurso que tem a sorteio, para o primeiro classificado, um leitor de Mp3. O regulamento pode ser consultado no sitio da internet, (se conseguirem, digam-me!) e os trabalhos devem ser enviados para a sede da associação na Rua João Mendes, nº 51 - 3º esquerdo, 3500-142 Viseu.

Apostas perdidas

Atletas de competição obrigados a sair de Viseu por falta de condições.
Titulo do
Jornal do Centro

Será desta?

Por aqui já parece existir consenso, mas vamos esperar pelo Verão...

14/04/2006

Boa Páscoa

Pecado é a humanidade permitir ainda imagens destas...

Coisas vergonhosas!


A falta de quórum para votação na quarta-feira apanhou em falta 120 deputados, boa parte deles sem justificação aceitável e que resolveu tão-só gozar um fim-de-semana alargado sem cuidar dos seus deveres. A condenação deste comportamento é geral e colocou uma vez mais a imagem dos deputados ao nível da delinquência. (...) A simples ideia, tornada realidade, de que há muitos deputados que assinam o ponto e desaparecem para tratar da vida (da sua vida), ou a constatação de que muitos parlamentares esperam que os colegas do lado assegurem o quórum para dissimularem a sua ausência são assustadoras por espelharem uma irresponsabilidade intolerável.
António José Teixeira in DN
ET: Ao lado o filme em exibição esta semana na AR

Coisas que não deviam acontecer

13/04/2006

Paradoxal...


Por aqui têm surgido uns paradoxos! E, sobre isso, salta-me à vista no meio duns cliques esta noticia... Basta ir ao site oficial, clicar na informação municipal e tentar visualizar um dos documentos! Modernices... mas enfim, pelo que me pareceu ouvir hoje no noticiário nacional o uso da Internet até vai passar a ser pecado!

Esclarecendo a dúvida

Sobre a questão aqui colocada, a resposta parece fácil!

Umas no Dão e outras que vão...

Numa altura em que aparecem entidades a pretender promover a região, afunda-se mais uma Adega Cooperativa da zona. Ao mesmo tempo recordo-me que existe por aí um "organismo interprofissional que tem por objectivo a representação dos interesses dos sectores envolvidos na produção e no comércio dos vinhos do Dão e a defesa do património regional e nacional de que poderão beneficiar os respectivos produtos vínicos. Tem a forma jurídica de uma associação regional, pessoa colectiva de direito privado e utilidade pública mas não tem uma palavra sobre isto!

Bem merece gozar a reforma

E, deixo aqui esta homenagem ao Ti Vasco!

Coisas que me incomodam

Há sinais de abandono, de desprezo pela natureza e pela história da cidade por aqui.

12/04/2006

Potencialidades

Paradoxalmente, no mesmo sítio do lixo o AJ registou esta maravilha da natureza... prova que as potencialidades existem na região! Faltará talvez é preservar e estimular essa realidade... mas isso é coisa para quem manda!

Ao encontro da freguesia



O AJ estes dias, e bem, tem sido o nosso fotógrafo de serviço no burgo. E, olhem que tem pontaria para o boneco... A propósito disto aqui, sobre o lixo espalhado pelas freguesias à volta da cidade, hoje ficam aqui duas fotos dum espaço muito concorrido na região. Trata-se de um dos acessos a Ranhados, onde há muitos anos se praticam uma antiga profissão, com o total desconhecimento das autoridades e poder local, diga-se em abono da verdade! Mas mesmo sem estar licenciado o negócio vai de vento em popa... já tem sala de espera com sofá apropriado e no quarto o colchão tem tamanho familiar!

Vamos dar-lhes música!

Afinal, o intercâmbio luso espanhol não acontece só no IberRock!

1+1=2

Afinal, é tudo às claras!

A razão está do nosso lado... e os investimentos do outro!

E, quem não se sente não é filho de boa gente!

Bons ares tem Viseu

Valha-nos ao menos isto!

Oh Filipe, vês o que dá cabular na Academia?

Por aqui a sede de protagonismo transforma uma coisa banal, embora preocupante, numa explosão mediática e meia dúzia de armas de colecção registadas num arsenal de guerra. Ódios familiares e denúncias anónimas conduziram à apreensão por parte da GNR de Mangualde de um revólver e umas armas daquelas que se encontram na Feira da Ladra, propriedade de um militar do RI 14. Curioso o facto de algumas das armas até estarem na posse dos presumiveis visados com ameaças de morte...

Há mais papagaios que poleiros

Antes que o Verão aqueça já há por aqui quem o queira transformar num braseiro.... E, é facto que "os fogos não se apagam a tiro" mas seria bom que não esquecessem que as instituições não se tornam eficazes e eficientes com a mediocridade a liderar!

11/04/2006

Viseu na blogosfera

Depois da cidade jardim eis que chega à rede a aldeia jardim... sê bem vindo!

No coração da cidade

Dicas para um Plano

Alguns cliques por aqui no nosso espaço de votação e as ideias dos leitores começam a ter expressão. Parece claro, que a maioria assume como factor primordial para o desenvolvimento da cidade a aposta estratégica na ligação ferroviária à linha da Beira Alta e logo de seguida, a captação de investimento na indústria tecnológica e a criação e expansão de áreas industriais são os aspectos que assumem maior peso. A UP, o TGV e as grandes áreas comerciais não parecem entusiasmar nem suscitar grandes paixões. Indiferente a tudo isto e sem nenhum Plano Estratégico (pelo menos que eu conheça, o último que vi datava de 95), a cidade segue o seu rumo... até onde e por que caminhos o futuro o dirá!

Nalguns Sábados

No 3º Sábado de cada mês no Mercado 1º de Maio vive a Feira de Velharias

A Vida Vazia da Cidade

Instalámo-nos, portanto, na cidade. Aí toda a vida é suportável para as pessoas infelizes. Um homem pode viver cem anos na cidade, sem dar por que morreu e apodreceu há muito. Falta tempo para o exame de consciência. As ocupações, os negócios, os contactos sociais, a saúde, as doenças e a educação das crianças preenchem-nos o tempo. Tão depressa se tem de receber visitas e retribuí-las, como se tem de ir a um espectáculo, a uma exposição ou a uma conferência. De facto, na cidade aparece a todo o momento uma celebridade, duas ou três ao mesmo tempo que não se pode deixar de perder. Tão depressa se tem de seguir um regime, tratar disto ou daquilo, como se tem de falar com os professores, os explicadores, as governantas. A vida torna-se assim completamente vazia.
Leon Tolstoi, in 'Sonata a Kreutzer'

O lobby funciona

Ontem foi com um ministro duma cor, hoje aqui com outra cor e com outro ministro!

A favor do ambiente

E, sobre isto deviam ser todos a colaborar... e a denunciar os prevaricadores!

Pergunta séria

Que "razões exteriores" terá Pombal que Viseu não tem?

10/04/2006

Está na berra

Roger Sousa da FAV fala aqui da Semana Académica e do ensino universitário. Atentem nalgumas das respostas:
(...)
VM - O Cartaz que apresentam seguiu certamente um critério. Que critério foi esse?
RS - Tem de haver sensibilidade para ver o que está na ‘’berra’’, digamos assim, o que está a bater neste momento. (...)
VM - Quanto é que vai custar esta Semana Académica?
RS - A FAV não revela valores. A única coisa que posso adiantar é que tem um aumento de 35% em relação à do ano passado.
VM - De onde é que a federação recebe apoios para fazer a Semana Académica?
RS - Temos de agradecer obviamente a todas as entidades privadas e públicas que nos patrocinam, nomeadamente as principais, a Câmara Municipal de Viseu, o Fórum Viseu e a Super Bock. (...)
VM - Um dos vossos objectivos, parece ser a interactividade entre os estudantes e a cidade, no sentido de mudar algumas opiniões menos favoráveis que julgam que os estudantes estão aqui apenas para estudar e beber copos. É assim?
RS - Temos de ser justos. Há excessos? Claro que há. No entanto, Viseu é a cidade que é, hoje em dia, graças aos estudantes. São catorze mil pessoas que vivem, alimentam-se, compram, vão a discotecas e cinemas, enchem centros comerciais, criando uma economia paralela nesta cidade. Se não fossem os estudantes certamente que Viseu não tinha o crescimento que teve nos últimos anos. A cidade terá de ter de alguma forma respeito pelos estudantes e alguns excessos que são cometidos serem-lhe ‘’perdoados’’. Viseu é já uma cidade universitária.

A arte na "expressão" local

O expression arts julgo que serve para o pessoal de viseu publicar a sua 'arte', e engloba varias modalidades: pintura, escultura, fotografia, moda, teatro, design, musica e outros. Veja ou publique!
[link]

Estou deslumbrado...

E, como comentar isto?

Atar ou desatar o nó?

Enquanto por aqui há vida há esperança... e betão e alcatrão!

Dos adeptos

Os leitores lembram-me esta... é velha mas sempre actual!

Numa ETAR perto de si

Algures no burgo fica esta obra executada com pompa e circunstância e enviada pelo AJ... mas ao que consta serve para muito pouco! O produto produzido prima pelo mau cheiro e é transportado em máquinas ultra modernas como se pode ver na outra figura anexa! Em resumo, tratam-se os resíduos num lado (ou supostamente a cooperação tinha essa finalidade) e de carrinho de mão despejam-se no outro... Se souber onde fica, poderá candidatar-se a receber um carrinho de mão destes para enfeitar o seu jardim!

09/04/2006

Por uma boa causa

E, se puder, ajude esta malta aqui!

É só sede...

E, se não fossem uns quantos que insistem em só beber água pelo menos nisto estavamos em primeiros na Europa!

Coisas de adultos para crianças


Graças às obras na estrada de acesso entre a nova rotunda da circular Sul e a Fundação Dª Mariana Seixas, e por ter recorrido ao desvio assinalado o AJ descobriu esta magnífica estrutura... um parque infantil sui géneris! Se adivinhar onde fica recebe um bilhete grátis de entrada!

TV Regional

Cada vez melhor está a VTV. Assim se vê por cá TV... através do ISPV!

Dum lado a Rua Direita, do outro...

Se quer ver como vai ficar o Palácio do Gelo, clique aqui!

No coração de Portugal

O Centro está em construção... para não variar! Mas por aqui vai havendo noticias, mais de lá que de cá, mas isso também não é de estranhar, infelizmente!

Já se queixam...


E ainda a procissão vai no Adro.