27/09/2008

Só para os bons

Um viseense no Glorioso. Boa sorte, miúdo!

Para quem paga, qual a diferença?

O outro lado da questão... no meio fica quem paga esses impostos!

É de louvar

O abandono a que estão votadas diversas áreas florestais do concelho de Viseu vai terminar. Em causa estão a estrada florestal que liga Nelas de Cepões à sede do concelho, os viveiros florestais de Vale Cavalos e a Serra do Crasto. (...) Ontem, o ministro da Agricultura cedeu a gestão da estrada florestal de Cepões à câmara de Viseu. O estado em que se encontra a Serra do Crasto, na área urbana de Viseu, exemplifica o abandono a que estas áreas, muitas delas inseridas em zonas urbanas, estão votadas. Actualmente a serra, é utilizada como "lixeira a céu aberto.
in
DN

26/09/2008

Esta teve piada...

Pergunta no DRegional. Portugal a ajudar os States a resolver a crise? Quem foi que se lembrou desta? Vá lá, digam lá... estamos curiosos!

Boas escolhas... e melhores sinais!

O Núcleo de Viseu da Ordem dos Arquitectos (NVOA) pretende criar uma sede no centro histórico (...) a escolha do centro histórico para acolher a sede prende-se com o facto de o local ser "interessante" e porque o arquitecto acredita que "tudo o que for feito para revitalizar o centro histórico é positivo".
in Jornal do Centro

Viseu não foge à regra

Cada português pagou, em média, 235,12 euros no ano passado em impostos municipais, mais 25,9 por cento em relação ao ano passado em que a média cobrada foi de 186,81 euros. Na origem desta subida estará o aumento dos valores do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e do Imposto Municipal sobre Transmissões (IMT).
in
Público

25/09/2008

Troca de galhardetes

Os socialistas acusaram, ontem, o presidente da Câmara de Viseu, de ter um discurso "riscado" e "sem uma ideia para o futuro"!
in
DRegional

Precisa-se currector ortugráfico!

A propósito da imprensa local aconselho a leitura deste post do Sá Morais.

Pôe-te á tabela...

Não tarda ainda te substituem!
Foto gamada aqui

A propósito de causas...

Há mais Viseu na net... e por uma boa causa e louvável iniciativa!

Mares calmos não fazem bons marinheiros

Ora... o essencial não é ter vencido mas sim ter lutado bem. Errar na luta por boas causas não é assim tão mau como afirmas aqui!

Coisas do Dão... ou talvez não

Confrades não faltam... O tempo dirá o que o daí resulta para o Dão!

Na linha... sem o comboio

À falta do comboio, pelo menos aqui já se resolveu o impasse!

24/09/2008

Malvado comando da TV!

Ainda não me tinha sentido incomodado com o tal Momento da Verdade porque simplesmente o desconhecia mas o zapping tem destas coisas... vê-se o que não se quer e o que nunca se esperava ver! E por um instante curto "vi um circo romano onde se lança a dignidade humana às feras para gáudio da populaça anestesiada, sem pensamento crítico e onde as p**** (perdoem a expressão!) se permitem dar lições de moral"!
ET: Com a devida vénia

Aí estão elas

O distrito de Viseu recebe esta semana o Grupo 1 da 1.ª Pré-eliminatória de apuramento para o Campeonato da Europa Sub-19 entre selecções femininas. Portugal começa por defrontar a Roménia (6.ª feira em Penalva do Castelo), seguindo-se ilhas Faroé (domingo em Tondela) e Noruega (1 de Outubro em Nelas).

Ah, pois é...

Ora, como seria de esperar... vai começar aqui a guerra do Alecrim e Manjerona!

Uma questão de estratégia ou efeitos do álcool?

A Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão vai patrocinar as próximas três edições da Moda Lisboa. (...) A decisão de patrocinar o principal certame de moda do nosso país integra-se na nova estratégia de Marketing e Comunicação da CVR do Dão que definiu como público-alvo um segmento de consumidores jovens, urbanos e com um estilo de vida cosmopolita, numa faixa etária entre os 25 e os 35 anos.

A experiência da idade

Uma opinião sobre Viseu de quem já muito viajou pelo mundo!

23/09/2008

Assunto encerrado

Ainda sobre o balanço da Feira vale a pena ler isto... e esta estratégia é de a malta ficar em cuecas! E a coincidência de apelido da Miss Feira? Repararam? Ele há coisas do... Carvalho, não é?

Tão perto e tão longe...

Quando se ouve falar em qualidade de vida... quando se diz que Viseu é uma cidade onde é agradável viver... penso no local onde moro... a Quinta da Falorca nos arredores de Viseu, e Mundão. Tão perto e tão longe! Aqui as ervas daninhas crescem onde deveriam crescer flores tal como nas inúmeras rotundas e jardins da cidade, o lixo fica durante dias amontoado e ao ar livre pois os contentores estão cheios, os passeios destruidos, não existe vigilancia e os assaltos são cada vez mais...! Aqui não existem espaços para as crianças brinarem e a camara nada faz... Está tudo abandonado, e a única manutenção que ali é feita é um esporádico corte de algumas ervas que ali crescem. Já cheguei a ver raposas a passear em frente á minha porta...e crescem ali insectos e bichos que tornam dificil apreciar a beleza daquele local esquecido pela nossa camara .
Também não posso esquecer a aldeia onde nasci... Pequena aldeia da freguesia de Torredeita de nome Magarelas. Fica sensivelmente a 12Km da cidade de Viseu e parece estar a milhares de quilómetros! Aldeia muito pequena onde as ruas demonstram o desgaste dos anos e a falta de manutenção e arranjo. Mostram o abandono total por parte dos responsáveis. Todos os acessos são extremamente deficientes. São estradas com buracos, pequenas e muitas em terra batida que de inverno criam lama tornando quase impossivel a circulação. Nesta aldeia, não existe saneamento básico, não existe água ao domicilio, sendo abastecida por fontanários cuja qualidade da água não sei se tem sido verificada pela junta de freguesia. A água utilizada nas casas corre a céu aberto e as pessoas lavam a roupa num tanque publico cuja água escassa chega a cheirar mal. Jardins não existem e muito menos espaços para as crinças brincarem e até a escola primáia já foi encerrada! Onde está a qualidade de vida nesta aldeia? Parece que se limita á cidade de Viseu e nem mesmo a proximidade do espaço da Visabeira, ou seja o Golfo do Montebelo lhe vale de nada... A aldeia é pobre porque as suas gentes são pobres... envelhecidas e não merecem a atenção e cuidados de quem deveria zelar pelos seus interesses! Bem, pelo menos junta de freguesia já levou ali alguma novidade... os sinais de estacionamento proibido numa rua de terra batida e onde dois carros não se cruzam... porque não cabem. Como estamos evoluidos em Viseu... principalmente na aldeia de Magarelas.
Irene in Portal Viseu

A ajuda que o Governo precisava!

"É um pontapé na crise do emprego em Portugal."
in
JN

Nova embalagem... o mesmo produto!

O visual de facto é outro... mas se não tiverem net de banda larga esqueçam!

22/09/2008

Recebido por mail

Serve o presente mail para informar sobre o tema "Indo Eu", interpretado pela Infantuna de Viseu e Chorus CSD de Lisboa, num arranjo e harmonia do Maesro Dionísio Vila Maior: (Infantuna de Viseu) (Chorus CSD de Lisboa).
Em caso de interesse, poderá, no blogue Notas&Melodias, encontrar, nos artigos mais antigos, alguns dados históricos sobre a génese e história das tradições académicas, bem como do fenómeno Tuna, em Viseu.
J.Pierre Silva

Responda se souber

Noutros tempos o Pavia era conhecido como o Pintarolas, o Bazófias ou Farófias?

A Feira já acabou? Oh, não...

E agora o que será da actividade "cultoral" da cidade?

A TV que nos Dão

Há mais Viseu na net... em TV.

Balanço da jornada

No Dia do Município e feriado em Viseu, celebrado este domingo, Fernando Ruas, presidente da autarquia, atirou farpas contra o governo socialista e desferiu indirectas sobre eleitos do PS local.
in
JN

21/09/2008

Parabéns Viseu!

21 Setembro - Dia da Cidade
gamada aqui