06/03/2009

Centro de Artes e Espectáculos de Viseu

O presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, anunciou ontem aos jornalistas, depois da reunião do executivo que "foi aprovada por maioria a concepção do Centro de Artes e Espectáculos de Viseu". (...) Segundo o edil, "depois destas aprovações e, se não houver qualquer tipo de percalço o projecto pode ir a concurso antes do mês de Setembro".

Brincar aos comboios

A população vai ironizando: "Viseu já tem dois comboios", querendo referir-se aos turísticos que percorre a cidade.

A toda a hora na TV

Explicação da medalha

(...) Então não é que o dr. Ruas anda por esse mundo fora num frenesim cultural. Ele é nas artes (pintura, escultura, música, arquitectura…). Ele é nas ciências (física, a química, a medicina…). Ele é nas letras (prosa, poesia, história, filosofia…). E na sua terra pouco ou nada fez (ou faz) nestas áreas! Sim, só assim se explica a medalha!
Cónica in
Jornal do Centro

05/03/2009

Já acabou?

Assim que acabarmos de "funicular" voltamos!

Internal error?


Bem vindos!

(...) Para o efeito, um grupo de docentes do Departamento de Gestão da Escola Superior de Tecnologia de Viseu propõe-se contribuir regularmente com pequenos artigos, já publicados nos jornais que são nossos parceiros nesta iniciativa, para que uma maior clareza do pensamento possa guiar a nossa acção. (...) A edição deste blogue, "Clareza no Pensamento", pretende ser uma acção complementar, naturalmente menos limitada, provavelmente mais irregular mas, espera-se, mais viva. Não se trata de um espaço de intervenção política, em sentido restrito, mas tão só de afirmação de um direito e de um dever de cidadania.

Mas o nosso herói não é Viriato?

(...) E se, quanto a datas, há palpites para todos os anos que vão desde 1104 a 1113, já quanto aos possíveis lugares, muitos se reclamam, mas bem poucos têm consistência. O mais provável é Guimarães, embora, a mais recente teoria de Viseu, por simpatia mediática (que a História não reconhece), ande já a deitar foguetes, num ano em que mais valia poupar dinheiro e conjugar esforços para superar a crise financeira. De história estivemos sempre bem servidos. Dos valores da coerência, da respeitabilidade, da ética, dos costumes, nunca andámos tão empobrecidos. Só por isso se aceita tudo como se fosse dogmático.
Barroso da Fonte, Dr

Segredo de justiça!


Em ano eleitoral...

O Tribunal da Relação de Coimbra indeferiu ontem o pedido de nulidade de provas que foi apresentado pelos advogados de Fernando Ruas, presidente da Câmara de Viseu. O autarca vai ser julgado em Maio.

Tristes sinais dos tempos

É muito mau sinal quando a miséria faz notícia! Adicione-se a esta receita a hipocrisia de outras iniciativas do burgo como a "sopa para os pobres" ou a campanha "uma migalha, um voto!" e temos como cozinhado a triste realidade social em que vegetamos!

Coisas da bola

Domigo o mulherio entra à borla!

Escolhidos a dedo

04/03/2009

Profilaxia!

A moda que começou no burgo tende a espalhar-se...

Há vidas bem piores...


Em Viseu dia 07


Quando a miséria é notícia...

"Há agora um novo grupo, a que chamo os novos pobres. São os jovens licenciados que constituíram família, têm filhos pequenos, compraram casa e carro e agora estão no desemprego e sem poderem recorrer ao subsídio", relata o presidente. (...) O responsável anuncia ainda que "há cada vez mais a chamada pobreza encoberta que é ainda mais preocupante".

Sim é possível... que os mandem retirar!

Ontem foi dia de colar cartazes... e agora vamos ver se o burgo aplica o novo regulamento da propaganda!

03/03/2009

A caminho do calvário

Ui... arranjaste forma de ser pregado na cruz!

A ideia ganha força

Meio milhar de comerciantes e cidadãos de Viseu exigiu hoje que a Loja do Cidadão seja transferida para o centro histórico, para que funcione como "loja âncora" e ajude a travar a desertificação daquela zona da cidade.
in
RTP

02/03/2009

A pedido

Encontra-se internado, desde o dia 21 de Janeiro do corrente ano, no departamento de Psiquiatria do Hospital de S. Teotónio, em Viseu, um indivíduo que foi transportado por uma ambulância do INEM, após ter sido encontrado caido na via pública sem documentação.
Este indivíduo é de estatura média, aparenta entre 55 e 60 anos de idade, tem barba e cabelos grisalhos, usa óculos graduados e exprime-se com sotaque hispânico. Mostrou amnésia relativamente à identidade, morada e outros elementos que pudessem levar à identificação, afirmando em contactos posteriores, que é português, natural de Lisboa e divorciado. Qualquer informação sobre a identidade deste indivíduo deverá, de imediato, ser comunicada à 1ª Secção da Directoria do Centro, através dos contactos 2396300 ou 239828130, ou ainda qualquer serviço de Polícia Judiciária, fazendo referência à presente difusão nº. 14/2009

Poetas de Viseu

António Franco Alexandre é considerado um dos melhores poetas da sua geração. Nascido a 17 de Junho de 1944, em Viseu, estudou Matemática e Filosofia em França (Toulouse e Paris) e nos EUA (Harvard). É desde 1975 professor do departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Estreou-se como poeta ainda na década de sessenta, mas é sobretudo a partir da publicação de "Sem Palavras nem Coisas" (1974) que a sua obra se afirmou (...)

ET: Com a devida vénia a quem me fez descobrir este encanto literário!

Agora já percebo!

Não conseguia perceber para que servem hoje os Governos até ler esta noticia!

01/03/2009

E para quando nomes?

A julgar pelo panorama ao momento a luta no burgo, este ano promete! Será?