10/07/2010

Mais uma para os Senhores Deputados!

Senhores deputados do PS e PSD eleitos por Viseu, se a memória não me falha e salvo algum lapso involuntário, na região da Grande Lisboa, são as seguintes as vias com características de Auto-Estrada: - Eixo norte-sul (todo) - A1 (entre Lisboa e Alverca) - A2 (entre Lisboa e Coina) - A5 (entre Lisboa e Porto Salvo/Oeiras) - A8 entre (Lisboa e Loures) - A23 (toda) - IC2 (todo, entre Lisboa e Póvoa de S.ta Iria) - IC2, (todo, entre Almada e a Costa de Caparica) - IC17/CRIL (todo) - IC19 (todo, entre Lisboa e Sintra) - IC21 (toda, entre Coina e o Barreiro) - IC32 (toda, entre a A2 (Coina) e Alcochete).
Ora, segundo me apercebi no vosso maravilhoso acordo, estas vias não serão sujeitas a qualquer portagem nem está previsto que venham a pagar. Estamos a falar de mais de 1000 km. Percebe-se, é uma região desfavorecida do país, com poder de compra muito abaixo da média nacional... Direitos iguais, deveres iguais! Se Lisboa não paga portagens, porque tem Viseu que as pagar? Onde está a alternativa à A25?

Mais uma resposta ao desafio!

Começo por me penitenciar por só agora responder ao solicitado, mas outros assuntos se foram antepondo como mais urgentes à minha intenção de deixar aqui a minha opinião.
As perguntas formuladas configuram no seu todo aqui que deve ser a maior preocupação de uma região: o seu desenvolvimento.

1. Viseu, pela sua posição geográfica – atravessada por duas linha viárias de grande importância, que no futuro deve também ter em consideração a alta velocidade, a existência de um aeródromo – todas as possibilidades de ser um territórios desenvolvido.
2. A região tem um sector empresarial forte que cobre as áreas mais importante da actividade económica – indústria automóvel, energias renováveis, turismo; sectores agrícolas competitivos: regiões vitivinícolas importantes, produtos agrícolas de excelência (cereja, mação, castanha), floresta…
3. Tem ensino superior que pode e deve potenciar a sua produtividade em ligação à empresas, transformando-se num sério pilar para o desenvolvimento.
4. Tem património, cultura que devem também transformar-se em “indústrias” sérias.
5. Ao estado competirá criar as condições que potenciem esse desenvolvimento, mas a sua orientação deve depender da região. Os municípios, as associações de municípios – futuramente as regiões – devem planear e articular aquilo que entendem como as linhas fundamentais, as estratégias para alcançar objectivos. Uma região precisa de congregar esforço; precisa de despir bairrismos; precisa de entender a sua globalidade e rentabilizar as possibilidades que a variedade do seu território oferecem.

Já se vê que o debate é multifacetado e colhe variantes muito diversas. É um tema que deve preocupar todos e merece troca de opiniões e a diferença de perspectivas só enriquece as oportunidades. Agora, também penso que é um debate que pede respeito pela opinião diferente; deve, por isso, ser bem intencionado e esclarecido. E obviamente, pede rostos e nomes verdadeiros. Julgo que este blogue poderá ser uma plataforma desse debate se o anonimato cumprir o seu “verdadeiro” sentido da opinião construtiva que não se quer expor publicamente, mas nunca para camuflar intentos menos correctos, opiniões propositadamente mal intencionadas…

Respeitosos cumprimentos
Paulo Barradas

Morcões e Javardolas XIV

Desta vez no Largo da Senhora do Postigo,

no vizinho Largo das Quintãs

e ainda uma placa derrubada no "canteiro" do Sá Carneiro.

08/07/2010

Cartaz modelo "old fashion" Expovis!

Estou absolutamente siderado! A Expovis decidiu inovar!? Este ano realiza o concurso da mascote (espera-se que seja com a ideia de substituir a múmia há anos ali instalada) e opta por não realizar o concurso do tradicional cartaz! Ao que consta, o projecto já terá sido aprovado e pago, certamente, restando agora decidir da empresa que irá produzir os porta-chaves e saca rolhas da mascote. O ideal seria que agora em relação ao fato de esponja da mascote o gerente da Expovis aplicasse o mesmo critério, não deixando os créditos por mãos alheias, e ele próprio assumisse a tarefa de se passear pela Feira de S. Mateus, promovendo a sua "inovadora" ideia copiada do Governo Civil de Viseu!

Agenda cultural da semana

07/07/2010

A não perder!

Mais info aqui

5 é uma multidão!

No concelho de Viseu, com 507,1 km2 de área, grande parte florestal, e cem mil habitantes, há apenas cinco bombeiros para acorrer a fogos florestais.
in DN

Movimentos nocturnos

E já ouviram falar do Ice Club a abrir em breve no Palácio do Gelo? E que o Factor C passa para o actual espaço do NB?

Acertar no buraco!

A Visabeira Turismo e o Clube de Golfe de Viseu inauguram amanhã, pelas 17 horas, o Driving Range da Academia de Golfe do Complexo Desportivo Príncipe Perfeito, em Cabanões, Viseu.

Fogo ao rabo!

Com o calor chega também a necessidade de maior empenho dos meios da Protecção Civil na prevenção, vigilância e combate aos fogos florestais. E, como já é norma na região começam a surgir logo os contestatários internos do sistema a reclamar mais verbas e mais meios, facto que até me causa alguma estranheza numa altura em que até Sistemas de Informação e Prevenção Florestal existem em todo o distrito ou não será assim? Em vez de fazerem desta época um inferno isto não devia ser mais um "Paraíso"? É que para alguns já é há muito tempo...

06/07/2010

O Distrito em foco

As coisas que se descobrem na net!

E, de facto, o título do blog do SE não podia ser outro!

A resposta do Acácio Pinto

Desde o início do mandato de deputado (15 de Outubro de 2009) e até agora TENHO:

1. Partilhado através da comunicação social distrital e das redes sociais, com bastante regularidade, como sabe, sob a forma de artigos, crónicas e entrevistas, os meus pontos de vista e as minhas posições públicas sobre as mais diversas temáticas da actualidade, nacional e distrital, muitas delas devidamente contraditadas por diversos cidadãos (o que é saudável);

2. Dado pública nota das minhas deslocações e actividades políticas, partidária e parlamentares, quer na Assembleia da República, quer no círculo eleitoral de Viseu, com publicações, quase, diárias no meu blog;

3. Correspondido, com as minhas opiniões, aos desafios que me são lançados pelos cidadãos seja através das redes sociais, seja através de mensagens, seja através de correio electrónico.

Daí que, salvo melhor opinião, as questões colocadas, com excepção da do aeródromo municipal, encontram resposta no meu blog e no facebook sob a forma de comunicados, de artigos de opinião, de notas e de links para actividades parlamentares.
Estou disponível para, se assim o entender e se alguém o quiser dinamizar, participar num debate com os blogs de Viseu, podendo assim, pela minha parte, esclarecer as dúvidas todas que existirem ou subsistirem.
Ao dispor,
Acácio Pinto
Deputado do PS

Microscópio potente precisa-se!

Na última edição do Jornal do Centro a páginas 21 vem o que suponho ser o Relatório de Gestão de 2009 da Empresa Municipal Habisolvis! Desafio o leitor a decifrar o mesmo! Eu já tentei a ampliação máxima mas nem assim! Boa técnica esta da Habisolvis, cumpre a lei, poupa nos custos da publicação do artigo e deixa-nos, como sempre, a olhar para o boneco!

05/07/2010

Começou a silly season viseense!

A concelhia do PS Viseu pede a demissão de Almeida Henriques de Presidente da AM por defender em Viseu a isenção de portagens e em Lisboa ter outra postura!

O que está a dar é bola!

Ao sintético novo do Repeses juntam-se os campos de futebol de praia do Fontelo!

Ver para crer!

A esta hora no Governo Civil a MTSS Helena André assina de contratos para Respostas Integradas de Apoio Social que criam 22 empregos (a versão oficial diz 222 empregos!)

04/07/2010

Só quem o tem o discute!

Joaquim Coimbra deu um festival na assembleia geral da SLN Valor no dia 28 de Junho. Atirou-se a todos os restantes accionistas. Terá sido por 36 milhões de razões?