30/11/2011

Viseu está mais pobre!

Ainda me custa a crer que a Rádio NOAR tenha chegado ao fim e só hoje ao fim da tarde arranjei coragem para confirmar que nos 106,4 Mhz soa agora o ruído nacional ao invés da informação de proximidade local a que estava habituado.
A todos os profissionais e funcionários da Rádio NoAr deixo um fraterno agradecimento pelo serviço prestado e votos de que rapidamente encontrem realização na área que abraçaram ao longo destes anos.
Adivinho que umas quantas personagens cá do burgo se sentirão aliviados e regozijarão com este facto mas mesmo esses perceberão um dia a sua falta até porque basta um pequeno exercício reflexivo sobre o papel das Rádios Locais e Regionais no desenvolvimento do País nas últimas 2 décadas, e com facilidade perceberão que se não fosse a Rádio Local, hoje, o País teria muito mais probabilidades de falar só o dialecto do eixo Terreiro do Paço - São Bento, seria doutorado em actualidade trágica e em fait-divers, especialista em “futebolês”, pouco ou nada saberia do que verdadeiramente interessa, pouco ou nada saberia do que se passa na sua terra, a não ser pelo jornal local. E não sabendo da sua terra, não saberia do seu País.
Viseu está por isso mais pobre!