14/05/2011

Passe a publicidade!

Como dizia o outro, é a minha opinião e sou a seu favor!

Tenho o Dr Almeida Henriques, cabeça de lista do PSD por Viseu, como uma pessoa afável e bem disposta, entre outras virtudes e qualidades que lhe são conhecidas, mas hoje depois de ler esta entrevista fico com a sensação que também é dotado de um notável e invulgar sentido de humor. Ora reparem no seguinte trecho da entrevista:
JC: Está a defender que os cabeças de lista sejam pessoas do distrito?
- A relação de proximidade é importante.
JC: Arménio Santos, ex-líder dos TSD é então um “pára-quedista”?
- A escolha de Arménio Santos tem um pendor muito importante. Nós valorizamos muito a questão do desenvolvimento económico e a questão do desemprego, portanto, procurámos trazer também uma pessoa para a lista que nos trouxesse uma mais-valia do ponto de vista da relação com os trabalhadores e uma mais-valia para o crescimento do distrito(...)
Eu não conseguiria dizer melhor sem dar uma valente gargalhada, confesso... Mas retome-se a serenidade e continuem a ler pois há mais pérolas, como:
- Olhe para a lista do PSD, a única pessoa de continuidade sou eu!
Segue-se depois mais um capítulo da esfarrapada e gasta bandeira da universidade para Viseu dizendo que "é necessário que nos adaptemos aos tempos difíceis que o país vive" para de seguida propor o envolvimento das três escolas e de costas voltadas como estão para a cidade e umas com as outras vou pagar para ver esta magistratura de influência do PSD nesta área. Mas a questão não se esgota aqui pois acrescenta o entrevistado que há que "voltar a pegar no projecto elaborado pelo professor Veiga Simão e procurar um modelo que obviamente tem que ser diferente porque passaram nove anos. (...) E não estou a dizer que perdemos de vista a possibilidade de virmos a ter uma universidade pública em Viseu, mas encontrar uma solução que traga a criação da universidade."
Perceberam? Talvez a campanha nos traga mais luz sobre esta Universidade que não é mas pode ser sem nunca ter sido e talvez possa ser diferente... tudo é possível em politica, até reafirmar a prioridade que não é promessa, note-se, da auto-estrada Viseu/Coimbra e da ferrovia a par da vontade de conseguir despartidarizar a máquina do Estado no distrito. Numa e noutra vontade, uma vez que "não vai prometer nada durante esta campanha eleitoral", aconselha a prudência nesse caso, que o melhor é também e ainda esperarmos para ver!
A finalizar reafirma a meta dos 5 deputados a par do receio que o Hélder Amaral lhe roube uma fatia do bolo acabando a assumir a vontade de dar o máximo para conseguir o melhor resultado a tal ponto que nem "pensa de momento numa eventual candidatura à Câmara de Viseu". E, essa, salvo melhor opinião, é talvez a afirmação mais acertada que Almeida Henriques nos deixa nesta sua primeira entrevista!

12/05/2011

Vejam lá se se organizam!

Depois do pré-aviso de greve dos Bombeiros Municipais sabe-se que o vereador do pelouro conduziu uma reunião onde deixou o compromisso por parte da autarquia de liquidar já este mês parte das horas do meses de verão do ano passado e no mês seguinte o restante além da procura de soluções para a operacionalidade dos bombeiros... O STAL vem agora dizer que se mantêm a greve na próxima sexta-feira!! Das duas uma, ou alguém mentiu ou há quem precise mais de protagonismo que do dinheiro das horas extraordinárias! Ou será que haverá outra razão?
ET: Afinal, sempre acabou por ser suspensa a greve! Antes isso... a cidade e os Soldados da Paz envolvidos agradecem, certamente!

11/05/2011

Novo encontro dos Barões da Sé

Dia 21 de Maio de 2011, sob o lema: “Uma amizade para a Vida”, realiza-se o 16.º Encontro de Os Barões da Sé de Viseu. O programa para este ano é o seguinte:
18h00 - Concentração nas “Bicas”
20h00 - Jantar;
22h30 - Passeio e convivio no Centro Histórico de Viseu
Mais info por email.

Dois meses depois... o mesmo silêncio!

A AIRV leva a cabo no dia 16 de Maio um "Curso prático sobre como elaborar o Relatório Anual sobre a Actividade Social da Empresa" e dado fazerem parte da Lusitânia ADR, será uma boa oportunidade usarem o Relatório de Gestão dessa Associação como "case study". Talvez dessa forma o consigam concluir pois, dois meses depois da data prometida, nem sinal sobre o mesmo! A abespinhação da Direcção de tão chocada que ficou com as suspeitas lançadas parece ter sido sol de pouca dura e, o debate do próximo dia 19 dos cabeças de lista às legislativas 2011 na AIRV, poderá ser o momento para que nos esclareçam das razões de tanto silêncio... se não têm nada a esconder então porque esperam para o demonstrar?

10/05/2011

Primores do Dão

Os Vinhos do Dão da última colheita serão dados a provar à Imprensa, a potenciais clientes e a convidados durante o "Dão Primores - Declaração da Colheita 2010", que a Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão organiza no próximo dia 16 de Maio, em Viseu.

Sabe quem foi João Torto?

João Torto – uma figura local de alcance histórico-lendário (o primeiro aeronauta português, que a 20 de Junho de 1540 tentou o voo livre, de uma das torres da Sé de Viseu, até ao Largo da Feira de S. Mateus). Integrando a celebração do Dia Mundial da Criança, entre outras actividades, a EXPOVIS – Promoção e Eventos, Lda., associando-se ao Ano Internacional Viseense 2011 vai promover, no dia 01 de Junho de 2011, o “Concurso de Lançamento de Aviões de Papel – João Torto”, destinado ao público escolar até aos 15 anos.

Mudar sim, mas como deve ser!


De acordo com a lei a Bandeira Nacional, símbolo máximo da Nação e que de todos deve merecer o maior cuidado e respeito fica ao centro se ímpar ou à esquerda de quem olha no caso de número par de bandeiras! Assim sendo e a propósito de mudar... o melhor é começar pelas bandeiras atrás!

Deveria ser o que no tempo deles nunca foi!

Miguel Ginestal e João Pedro Barros, dois ex-governadores civis de Viseu, defendem a continuidade deste organismo, contrariamente à proposta do PSD que aponta para a sua extinção. Para os responsáveis, o governo civil deveria ser o interlocutor e assim “aliviar a ida de tanta gente a Lisboa”.

Interior a fechar portas!

O distrito e o concelho de Viseu é onde mais escolas do 1º ciclo do ensino básico, com menos de 21 alunos, estão a funcionar. Assim, esta é a região que deverá ser a mais afectada com o encerramento de estabelecimentos de ensino, no início do próximo ano lectivo. Segundo um levantamento feito pela Associação Nacional de Municípios, a que o Diário Económico teve acesso, deverão fechar 96 escolas neste distrito e 20 escolas no concelho.