27/07/2011

Avião? Vais de carrinho e já gozas!!

Como se imagina, o nosso conterrâneo e Secretário de Estado José Cesário terá sido uma primeira escolha pessoal do Ministro Paulo Portas que, conhecedor da sua natural predisposição pelo contacto próximo com as Comunidades Portuguesas espalhadas pelo Mundo, já lhe definiu de acordo com os critérios de contenção da despesa pública o raio de acção das suas viagens! A primeira acontece já este fim de semana no âmbito da campanha de segurança rodoviària "Sécur'été 2011" onde José Cesário distribuirá folhetos, sorrisos, abraços e beijinhos aos emigrantes... em Vilar Formoso!

Dão, imagem de marca da região!

A Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão anunciou esta terça-feira (26) ter dado “mais um passo” para salvaguardar o uso de marcas e imagens da região, no âmbito de um protocolo celebrado com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial. (...) Para o presidente da CVR Dão, Arlindo Cunha, “este é mais um passo no sentido de alertar os agentes económicos da região para a necessidade de salvaguardarem a imagem das suas marcas e o nome ‘Dão’”.

26/07/2011

Disco riscado!!

Em tempos de crise e urgência de novas soluções as receitas tal como as crónicas são sempre as mesmas... ou se vai ao bolso dos contribuintes ou se diz o mesmo trocando as palavras!

E agora em que ficamos?

Um livro lançado hoje sustenta que D. Afonso Henriques nasceu há nove séculos [1111] em Guimarães, ao contrário do que sustenta uma outra versão que aponta para o nascimento em 1109 em Viseu.

Ah, seus malandros!! Ninguém mexe no meu queijo sem eu saber!

O Diário de Viseu citando fonte do PSD, antecipa os vários candidatos laranja às próximas autárquicas cá do burgo adiantando até a ideia que poderá vir a ser de novo Fernando Ruas, no caso de haver alterações à lei eleitoral! A noticia continua referindo que, apesar de José Costa afirmar ter enviado carta manifestando que aceita "a missão de ser candidato", segundo a mesma fonte (uma das figuras de Viseu do PSD) tudo não passará apenas de rumores. Talvez por isso como se pode constatar na edição papel, o local escolhido para publicar a noticia tenha sido ao lado da necrologia!

25/07/2011

Votos de bom trabalho!

A JSD Regional de Viseu tem novos líderes. O jovem Rúben Fonseca e Diogo Chaves foram eleitos para a Comissão Política e Mesa do Conselho Regional e esta nova liderança aponta como temas prioritários para este mandato a Educação, Formação e Emprego, que são sem dúvida pilares fundamentais para todos os jovens!

O Miguel quebrou a promessa... e percebe-se porquê!

Tinha prometido a mim próprio que não voltaria a comentar sobre política cultural na cidade de Viseu, mas um artigo de José Lorena no Jornal do Centro, sobre as obras agora terminadas na Quinta da Cruz, acordaram-me as palavras.
Para já parece-me estranho concluir uma obra, que se arrasta aos anos, sem ter os conteúdos bem definidos… Mas adiante. Parece-me correcto transferir o arquivo municipal para este novo espaço libertando a Casa Amarela para outras funções, por exemplo: um pólo infanto-juvenil da biblioteca municipal. Um espaço de qualidade com real preocupação em criar novos leitores, promovendo o livro. O actual espaço infanto-juvenil da Biblioteca Municipal não funciona bem e, como o espaço de leitura pública está cheio de jovens, a sala dedicada às crianças é “invadida” pelos leitores mais velhos. A Biblioteca Municipal de Viseu está cheia de jovens mas não se aproveita a oportunidade com uma programação cultural de qualidade para este espaço. Muitas bibliotecas do nosso país estão vazias… Viseu não. Nunca se faz uma programação cultural séria existindo mesmo iniciativas muito estranhas que não deveriam ter cabimento num espaço de leitura pública. Aliás é notória a ausência de uma política concelhia de promoção do livro e da leitura que transcenda o mero tratamento de livros para as bibliotecas escolares e as horinhas de conto que suspeito não criam assim tantos leitores novos. Poderia até afirmar que não existe uma política cultural coerente, respeitando todas as vertentes socioculturais do concelho. Os diferentes espaços estão mortos numa letargia burocrática. O município está descansado: para os autarcas basta existir o Museu Grão Vasco e um Paulo Ribeiro à frente do teatro Viriato para as suas consciências ficarem tranquilas. Não se entende como a autarquia não apoiou financeiramente a iniciativa “Jardins efémeros” que teve lugar na praça D. Duarte! Felizmente o sentido de cidadania cultural de uma mão cheia de Viseenses esclarecidos deu corpo a esta iniciativa rara nas praças do nosso país.

25 de Julho de 2011

24/07/2011

Há quem esteja na rede como está na vida...

Cá pelo burgo certos políticos teimam em usar as redes sociais como se de uns feirantes das terças feiras se tratassem repetindo ao megafone, vezes sem conta, o desconto de 5€ na compra de 6 pares de cuecas! Usam a rede sem perceber que, no conjunto dos destinatários da mensagem existe uma “inteligência colectiva” critica e consciente já vacinada para esta inábil propaganda! Não chega dizer-se próximo dos cidadão por estar nas redes sociais uma vez que para que isso aconteça é preciso efectivamente que o politico escreva o que pensa, que ouça e que responda ao debate. É preciso que seja capaz de gerar discussão em torno das suas propostas políticas e que responda a todas as questões com cordialidade e que mesmo se o assunto é incomodo como parece ser o caso da questão colocada no mural do Senhor Vereador, que ainda assim responda ao munícipe ao invés de se limitar sistemáticamente a apagar o post ou comentários! Parafraseando a autora do post, é para não me alongar mais, no mínimo uma notável falta de respeito pelos eleitores!