12/03/2012

Tragam a agulheta!

O ambiente de alguma convulsão nos Bombeiros Voluntários de Viseu não é recente e tem conhecido ao longo dos anos vários "focos de incêndio" e diversos "incendiários". Recentemente, com a saída do Comandante por imposição de limite de idade, com as propostas de condecorações que por lá se desenham, com a situação financeira pouco famosa que por lá se vive que segundo consta terá já obrigado a Direcção a contrair um empréstimo na CGD o que a ser verdade terá obrigado "alguém" a constituir-se como fiador do mesmo, com os desconhecidos contornos de uma suposta alienação de património, com a quebra dos transportes de doentes, com os conhecidos e ainda não resolvidos problemas resultantes da construção do novo quartel e com a época atípica de incêndios florestais que já se verifica e se adivinha poder piorar, poderão estar reunidos um conjunto de elementos altamente "inflamáveis" nesta Instituição de Paz que os viseenses e a região não podem dispensar nem devem desprezar!