30/12/2012

Uma migalha, um voto!

Fernando Ruas que usou na campanha de 2009 o slogan de Abraham Lincoln de que "pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo..." devia por estas alturas da quadra natalicia e, em fim de mandato, lembrar-se que o mesmo Lincoln dizia que, "quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder", ou se quiserem numa linguagem mais simples e proverbial, "se queres conhecer o vilão põe-lhe uma vara na mão". Vem isto a propósito de Ruas, incapaz de disfarçar a sua politica de caridadezinha disfarçada de solidariedade, não se coibir de colocar aqueles que de mão estendida por necessidade ainda têm que ajoelhar aos pés do benfeitor em pública cerimónia, para receberem a esmola do cabaz de Natal deixando a promessa do voto! A esta humilhação dos mais carenciados, Fernando Ruas ainda junta a hipocrisia de afirmar que preferia não realizar a cerimónia, como se algum Ser supremo o tivesse obrigado... sim, leram bem, Ruas que se dirá católico por convicção, não faz apenas o bem sem olhar a quem, faz isso mas, tem que mostrar a todos para que não fiquem dúvidas! Eu fiquei sem nenhuma!