04/08/2012

Da série "gorduras do Estado"!

Nos termos do Decreto-lei n.º 5/91, de 8 de Janeiro, «há em cada distrito uma assembleia distrital, com funções deliberativas, e um conselho consultivo que assiste o governador civil». Ora, extintos que foram felizmente os Governos Civis é tempo de perguntar para o que servem hoje estes órgãos? Que atribuições e competências têm? Que dificuldades atravessam? Qual o seu futuro?
Com um regime jurídico e patrimonial que lhes confere autonomia administrativa e financeira, as assembleias distritais não são autarquias distritais... nem associações de municípios. O que são então? Quem as financia? Que serviços, e pessoal, lhes estão afectos? Que peso representam na despesa pública?
Fernando Ruas preside à ADV desde 1990 e que me recorde há mais de uma década que este organismo não reúne não reúne por falta de quorum, A funcionar na Casa do Adro apresenta um inoperante aparelho funcional, o que a torna um órgão quase inerte, de diminuto peso político e fraca representatividade no seio da comunidade. Porquê? Quem são os responsáveis? Que motivos se escondem por detrás desta inércia? Que razões impedem que se tomem as medidas necessárias? O que pensa Fernando Ruas disto?

Aproveitar a onda!

Contrariando os rumores que por aí correm sobre o momento difícil que a Live Beach vive a semana passada foi bastante concorrida. Finanças, ASAE, GNR, etc e até o SEF não deixaram de visitar a praia de Mangualde... com clientes assim não deixam de se vender as bolas de Berlim!

Morcões e Javardolas XLII

Melhor publicidade é difícil...

O activo tóxico de Fernando Ruas

Texto de opinião publicado na edição 542 de 03 Agosto 2012 do Jornal do Centro

“- Está? Estás bom? Olha lá, tu que como diz o outro só sabes dizer mal na blogosfera já viste quem aperfilhou os Jardins Efémeros?
- Olá, não será difícil adiantar-te um nome mas não sei quem é o outro que diz que eu só digo mal e só pode ser algum solipsista de pouca importância para a cidade.
- (risos) Vê o email que te enviei. (…)”

01/08/2012

Da série: Editorial para coleccionador!

Morcões e Javardolas XLI

Este vai com matrícula porque como calculam com o à vontade com que estacionou na "terra" dele deve fazer igual...

31/07/2012

Zumbar é que está a dar!

Numa coisa a Feira de São Mateus já inovou! Durante anos e anos a fio foi Pimba... agora pelo menos é Zumba!

Mas tu queres ver...

que logo hoje que tinha uma coisa importante para dizer aos leitores e de repente varreu-se-me a memória!

30/07/2012

A bem do Académico!

O Académico vai animado e lançado na nova campanha rumo à subida a novo escalão... e por falar em campanha, estou desconfiado que este vai ser um tema das próximas autárquicas!

29/07/2012

Quando a manta é curta...

A Associação de Bombeiros Profissionais denuncia uma série de problemas que estão a afectar o funcionamento dos municipais de Viseu. São inúmeras as dificuldades que colocam em causa a prestação do socorro às populações, como sucedeu esta tarde durante um acidente de viação e para o qual os bombeiros municipais não tiveram capacidade de resposta (...) foi necessário chamar bombeiros do Sátão para reforçar o socorro num acidente de viação em Viseu do qual resultaram três feridos, que ficaram encarcerados.
in TSF

Sustentabilidade energética em Viseu

Rancho à moda... da Figueira da Foz!

Acreditem ou não mas não consigo perceber o racional desta iniciativa nem porque não tem lugar o mesmo em Coimbra, Aveiro ou até Vila Nova da Rainha! Não me parece que os veraneantes larguem a praia para correrem a Viseu justificando assim o retorno do que a Edilidade vai gastar neste evento mas talvez a razão seja outra que não apenas o facto de os "casinos estarem em quebra histórica"!

Mais uma viagem... mais uma geminação?