24/03/2013

Assim se vê o IPV

Fernando Sebastião não tem dúvidas de que o IPV "é reconhecido hoje publicamente, por instituições e forças vivas locais, como um pilar estruturante do desenvolvimento da região", em termos económicos, sociais e culturais. (...) Segundo o presidente do IPV, o facto de ter sido a primeira unidade orgânica de um instituto politécnico a funcionar no país deveu-se "à dinâmica dos políticos locais", como o então governador civil de Viseu, Coelho de Araújo.
in DN