30/04/2013

Comentário da semana!

Para certos "inergumes" e outros tantos "democratas" que convivem mal com a crítica dos anónimos deixo aqui um comentário do anónimo WW que é um bom exemplo de que nem tudo é ruído!
(...)
Mas JJ é também ele um oportunista / carreirista que não hesita em mudar para o lado de onde sopra o vento.

Li o texto do Viseumais, não havia ali nada concreto, tal como FF disse não há sumo nenhum.
Viseu não tem de se pôr em bicos de pés e querer lidar com Aveiro, Porto e Lisboa como parceiros priveligiados, na minha modesta opinião deve 1º articular-se bem com quem lhe é próximo: Mangualde, Tondela, Lamego para citar alguns exemplos.

Só a articulação de toda a região (sou anti-regionalização) potenciando o que cada terra faz bem poderá originar frutos.
Antes de mais há que implementar uma politica de cooperação , abandonar bairrismos bacocos como o de Fernando Ruas em relação ao nome do Hospital , há que trabalhar em conjunto com os outros municipios para por ex. : diminuir as portagens na A25 , obter diferenciação positiva em impostos para as empresas instaladas no interior e para as que se queiram instalar e elas que escolham a cidade ou vila onde se instalar, há que reduzir despesas de administração (extinção das freguesias citadinas) , reduzindo em seguida os impostos aos municipes, negociar em conjunto e de forma transparente as rendas pagas pela PT e afins procurando outro tipo de contrapartidas que não só as taxas .
Chamar os municipes a participarem mais activamente na vida da autarquia permitindo que os mesmos dêem mais e melhores contributos para a gestão da cidade.
Simplificar burocracias e formatar quadros de actuação em tornos dos problemas para maior tranparência , dar satisfação aos requerimentos de empresas e cidadãos em tempo util e não apenas empurrar os processos á base da pedinxi-se.
A nivel da CMV poderia começar por uma limpeza geral dos quadros técnicos da CMV com organização de novos concursos para pessoal eliminando ou optando por avaliações em que a componente variável (entrevistas) fosse de ZERO Valores, os cargos de confiança politica fossem reduzidos drasticamente.
Ter coragem para assumir erros de gestão e estratégia levando á sua rectificação por completo.
Fazer uma auditoria externa ás contas da CMV para provar o bom momento financeiro que atravessa e marcar o ponto de que aqui a quatro anos não estará pior.
Aferir das necessidades sociais da população e agir em conformidade limitando a politica do subsidio e actuando de forma mais simples e menos onerosa , ou seja em vez de dar o peixe , dar a cana mas com parcimónia.
Não fomentar monopólios mas antes contibuir para que todos os agentes sociais e economicos disponham todos das mesmas oportunidades.
Recentar a cidade no seu coração permitindo que todos usufruam de um espaço comum que pode ser de excelência a nível Nacional.
Estimular uma relação mais próxima com as instituições de ensino da cidade não relegando nenhuma para segundo plano pois são estas o berço dos Viseenses do futuro.
Tornar a Feira de S. Mateus novamente num certame de Nível Nacional em que quem vêm mostrar os seus produtos se sinta satisfeito pelo retorno que essa visibilidade lhe pode dar.
Articular melhor os programas de segurança na cidade com as entidades responsáveis ,traçando objectivos de médio prazo para a sua execução.
Informar quem está ou quem quer vir a estar do que pode contar a médio / longo prazo numa atitude de transparência apresentando estratégias credíveis e objectivos bem definidos no tempo.

Alguém que se chegue á frente que pelo andar isto só vai é piorar!