27/04/2013

Uma volta pela Rua Direita basta!

"Viseu é hoje um exemplo da qualidade de vida em Portugal e por isso não sentiu um impacto tão forte da crise."

Esta afirmação vinda de um ex Sec Estado da Economia estranha-se mas compreende-se, viveu noutro País. A mesma expressão vinda do candidato à CMV é preocupante. Não faria mal algum, ao candidato, um passeio pela cidade pois é aconselhável regressar à realidade do concelho antes de se apresentar aos eleitores!

6 comentários:

  1. Anónimo16:08

    Almeida Henriques ainda tem tempo para se preparar para conhecer Viseu e a realidade local. Para presidente distante e desconhecedor já nos chega o actual. É realmente preocupante que o candidato ache que tudo está bem quando muito do tecido comercial e industrial local foi destruído de forma aparentemente irreversível. O candidato Almeida Henriques tem de ir para a rua falar com as pessoas para perceber que a crise está a apanhar Viseu com muita força. Claro que para os clientes partidários, politicos de carreira ou autarcas dinaussauros que vivem longe do mundo real e não o conhecem a realidade pode parecer outra.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20:13

    Mas já o levaram a ver o Académico (ex-Farminhão) para se mostrar ao lado de F. Ruas.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:59

    Viva o Dr. Almeida Henriques. Irá ser um presidente de camara à altura do Dr. Ruas. Força.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:55

    O sucesso ou insucesso de Almeida Henriques estará no núcleo duro que o vai acompanhar. Não pode cometer os mesmos erros de casting que Ruas cometeu. Tem ainda de demonstrar que conhece a realidade local ( e declarações destas não o favorecem). Não pode ainda esquecer que Ruas lhe vai entregar uma casa desgovernada e cheia de maus vicios. A falar assim estará sempre a beneficiar Junqueiro.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:05

    Almeida Henriques já ganhou e José Junqueiro ficará vereador sem pelouro como no tempo de Ruas?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:29

    Muitos já andam a rondar o "queijo" mas quais serão os "ratões" que vão comer?

    ResponderEliminar

Obs: Os comentários dos leitores não reflectem as opiniões do Viseu, Senhora da Beira