02/04/2013

Viseu City Gang

Os sinais de vandalismo no Centro Histórico, entre outros que se têm verificado pela cidade e tido eco na imprensa local, já aconteciam em 2010 mas com registo pouco significativo. O ano de 2011 para quem acompanha de perto estes assuntos terá percebido que aumentaram de intensidade e agressividade sobre equipamentos e património urbano. Em 2012 foram vários os episódios, diversas as criticas à falta de policiamento e inclusivé alvo de discussão em Assembleia Municipal. 2013 mal começou e os casos já apontados na imprensa mereciam outra atenção por parte do executivo e das autoridades policiais na minha óptica. Uma vista de olhos pelo blog do sempre atento AJ bastará para ilustar e justificar esta minha afirmação acima.
O problema agora tem ultrapassado todos os limites e no Centro Histórico após as 24 h os actos de vandalismo sucedem-se rotineiramente e acontecem já sobre a propriedade privada. A prova disso é que na noite passada foram partidos os vidros nas duas portas 60 e 62 da Rua do Hilário,



 partida pela enésima vez a porta do nº63
 arrombada a porta do nº65 e
O vidro da porta do nº111 da R. Direita já foi partido hà dias, e no mercado Central da R Direita foram partidos 2 vidros, já substituídos.
Neste supermercado, já na Quinta feira passada tinha sido partido outra montra, somando já oito vezes este ano as vezes que lhe partiram os vidros, com roubos pelo meio. O proprietário está desesperado.
 Podiamos ainda relembrar a promessa de transferir os bares para a zona ribeirinha ou do barulho a altas horas da madrugada ou de bares abertos para além das horas legalmente autorizados ou do que é feito do Contrato Local de Segurança, etc. Fica para já o alerta e a esperança que em conjunto as autoridades que podem intervir em tempo para minimizar e resolver em definitivo este assunto se sentem à mesma mesa e encontrem as soluções possiveis e adequadas para que tal não aconteça... e se acontecer que possam ser punidos quem desprezando a liberdade dos outros comete estes actos condenáveis!