19/05/2013

Sobre-viver para a política do betão!

Com a crise instalada acabou-se o tempo dos empreiteiros a financiar partidos. A julgar pelas declarações de Fernando Ruas é tempo agora de o poder local financiar os construtores. Nem vale a pena referir a questão da legalidade de tal situação avançada pelo autarca, que no seu entender serve de justificação para o atraso das obras como se isso fosse excepção na gestão camarária de Fernando Ruas. Não me recordo de uma obra que tivesse sido concluida em tempo ou sem custos acrescidos em trabalhos a mais mas, em época eleitoral o importante é fazer... nem que para isso se esqueça o estado de direito!