26/12/2013

5 estrelas

Almeida Henriques com a decisão de deixar de entregar em sessão pública os 526 cabazes de Natal merece um caloroso aplauso. Subiu na minha consideração ao abandonar a anterior politica de caridadezinha disfarçada de solidariedade colocando aqueles que por necessidade ainda tinham que ajoelhar aos pés do benfeitor em pública cerimónia, para receberem a esmola do cabaz de Natal.