30/12/2013

Sentido de voto na AM

Razões ponderosas e pessoais obrigam a que tenha pedido a minha substituição na próxima sessão da Assembleia Municipal. A minha ausência contudo não altera em nada a discussão nem o sentido de voto do CDS dado que em tempo o assunto foi estudado e decidido democraticamente em harmonia com as posições defendidas pelo vereador do CDS na última reunião de câmara. De acordo com a intervenção preparada "vamos dar ao executivo, neste seu primeiro exercício orçamental, o merecido beneficio da dúvida. É evidente que preferíamos um Orçamento menos penalizador sobre a vida das famílias já tão sobrecarregadas com impostos, mas, mais uma vez, num acto de oposição responsável, e pesando as razões que nos levariam a votar contra o curto tempo que dista da tomada de posse do actual executivo, iremos abster-nos. Como oposição, acrescentaremos sempre que possível valor ao debate procurando apresentar alternativas que entendemos necessárias. Para concluir, fazemos votos de que o ano de 2014 que se avizinha permita com este Orçamento a este executivo melhorar a vida de todos os viseenses sem excepção."