02/03/2013

Finalmente o PDM

Ao fim de mais de uma década o Executivo convida os viseenses para se pronunciarem sobre o Plano Director Municipal de 27 de fevereiro a 10 de Abril! Gosto desta visão de democracia participativa, do respeito pelos munícipes e de os fazer actores activos da nossa história coletiva!
Não sei falar do que desconheço, pelo que, obviamente, a questão técnica ficará para mais tarde! Mas não ignoro, que antes de ser técnica, esta é uma questão política, porque, todos podemos e devemos ter um contributo para escolher o futuro da nossa cidade, para responder à questão que para mim há muito é fundamental: que Viseu queremos em 2020!
As minhas convicções não são propriamente segredo de estado e amiúde as tenho partilhado! Sonho com um melhorado Parque do Fontelo continuado na Cava e na ponta oposta pela Aguieira e Quinta da Cruz, de molde a que, em uma década, a cidade seja atravessada por um grande parque verde!
A preservação da parte histórica da cidade, deverá ser a grande prioridade! Urge um esforço colectivo para a reabilitação dos edifícios no centro histórico, isentando-os de todas as taxas possíveis, criando medidas de estímulo e modernização do comércio e serviços! Envergonha-me o aspecto decadente dos prédios, que gritam por salvação ou, na falta de melhor, por uma pintura que lhes devolva dignidade!
O que leva muita gente, que tem alergia aos partidos, a sair da quietude e lutar por uma alternativa, é o desejo de que haja coragem de sonhar a cidade, o desejo de que se consiga ver mais longe que o quotidiano, a audácia de acreditar que Viseu tem condições para recuperar a sua vocação histórica e reerguer-se como a grande capital do Centro! 

Cenas do próximo capítulo

Sem autógrafo adequado mas vamos ler e tentar perceber quem pagou... quem plagiou já nem se precisa perguntar!

01/03/2013

Best seller assegurado!

Tens razão Miguel e daqui a pouco na Católica o cancro tem diagnóstico em livro e muitas metástases a aparecerem um pouco por todo o lado!

Digno de nota!

Mota Faria na última AM questionou o Presidente da Assembleia e Secretário de Estado da Economia, Almeida Henriques, sobre o facto de o Ministério da Saúde ter (ou não) autorizado a abertura dum concurso para um Centro Oncológico no Fundão (Centro Hospitalar da Cova da Beira), quando todos os estudos apontam, inclusivé os da Entidade Reguladora da Saúde, para a sua instalação nos terrenos do Hospital de S. Teotónio do CH Tondela - Viseu, e cujo processo de lançamento do concurso está pronto desde quando a Ministra Ana Jorge estava no cargo e feito pelo anterior Conselho de Administração do Centro Hospitalar, em funções de gestão. O PSD Viseu está como o Governo, sem rumo!

Ver um cisco no olho do vizinho e não ver uma trave no próprio olho!

Fernando Ruas parece ter mais adversários no seu partido e no Governo que na oposição que até rebuçados de mentol lhe oferece. Na última AM o afónico "Presidente emérito" que em 23 anos de mandato nunca conseguiu reunir o quórum da Assembleia Distrital, o que diz bem da sua capacidade de liderança regional, está agora em final de mandato preocupado com a "lana caprina" da designação da CIMRDL ou do Hospital "qualquer coisa" Viseu. Não lhe merecendo igual atitude o facto de a Direcção Regional de Economia do Centro ter sido colocada em Aveiro quer agora que a CIMRDL fique instalada na sua "quinta". A inquietação com os que de fora ainda fazem alguma coisa pelo concelho já nem o deixa ver aqueles que de dentro da sua casa lhe minam o que resta de credibilidade!

A incompetência atrai

Se alguém tem dúvidas sobre o plágio aproveitem e na apresentação do livro falem com o Orientador da "tese". Parece um senhor sério!

28/02/2013

Quem pede o livro de reclamações e a factura?

Miguel, vê bem a ironia das máquinas. "Googlei" a primeira "la palissada" do texto de tão inusitado convite "no futuro, as cidades vão assumir um papel cada vez mais relevante" e vê bem na 3ª linha onde fui parar! Agora imagina o que o software do ISCTE bem mais exigente vai produzir de output... vamos ter as páginas dos nacionais novamente preenchidas!

2 autores, 1 protagonista!


O livro promete!


27/02/2013

Era só uma folha.... prá ai 5%!

 tese A
 tese B
 tese A
tese B

Osmose conjugal!

"A esposa, depois de fazer a tese, quando dormia falava do trabalho que fez em voz alta. Muita gente fala quando dorme, qual o problema? O esposo, também a dormir, ia assimilando o que ouvia e quando escreveu a sua tese - origalmente original como ele assegura - limitou-se a produzir o que o cérebro tinha assimilado qando dormia. Chamam a isto plágio? É só uma osmose pensativa dentro de um casal."

Maria Loureiro, ouvinte da TSF in Direito de Resposta

Oh Alves a táctica não resultou!

Osório, subiste na minha consideração... e agora não incomodem pois vou ver o Benfica (safa!! correu mal) jogar.

O menino de oiro do Ruísmo!


no JN de 27Fev
no Público de 27Fev
no Diário Viseu de 27Fev

Café com... borra!

Amigo Zé, acuso o teu simpático convite para o café com... mas se é para falar do passado, presente e futuro de Viseu o Joaquim Alexandre (sem gravata) é o adoçante certo. O Miguel, do passado é melhor nem contar nada e o teu futuro com Junqueiro não passará por Viseu, de modo que agradeço o convite mas, ando a chá... há coisas em que sou conservador!

Inscrições abertas!


O que sobra em ideias para o concelho ao Hélder Amaral parece faltar em militantes ao CDS Viseu para levar o desafio por diante.

Começar a tirar conclusões

tese A
tese B

26/02/2013

Fraude?

Mas tu queres ver que vamos ter que ir cantar a Grândola?

O Relvas das Beiras!

Para ouvir na TSF a história do vereador que quer ser candidato à CMV e que segundo consta vai apresentar a edição livro da "tese" no próximo dia 1 de Março pelas 21h30 no Auditório da Católica (que durante esta semana vai ter pré-lançamento no VSB). Só não sei ainda se a apresentação é feita apenas por um dos membros do casal.

Jantar conferência


Não há regra sem excepção!

Há dias um leitor comentava comigo do mérito do Executivo em agir com celeridade sempre que alguma situação ou critica lhes era apontada. Anuí sem reservas pois a regra tem sido essa, reconheça-se em abono da verdade. Contudo, a Aguieira parece ser excepção e os factos apontados não são de agora!

Podemos dormir descansados...

À primeira vista esta foto nada tem de anormal embora sendo uma viatura do INEM algo de grave indicia ter acontecido. O que se estranha é que o socorro necessário aconteça por parte de uma viatura INEM de Mangualde mesmo à porta dos Municipais cá do burgo. É certo que na sexta passada, dia da foto, os nossos voluntariosos Bombeiros não tiveram mãos a medir mas ainda que o dia fosse solarengo daqui não sairia nemhuma viatura do INEM pois, a que ali em tempos esteve localizada foi-se! Ficava cara, terá dito Fernando Ruas... o socorro a Viseu chegar agora de todos os lados graças aos vizinhos deve ficar mais barato ao contribuinte.

25/02/2013

Para bom entendedor


Passe a publicidade!


Os Rapariga Eléctrica são uma nova banda no panorama nacional, e acabam de lançar o seu primeiro E.P., que se intitula "Rapariga Eléctrica". O grupo tem percorrido o país numa digressão de promoção ao seu primeiro registo discográfico, que irá passar por Viseu no dia 8 de Março, no Estudantino café.

O deputado relâmpago!

Sendo certo que Portugal não tem TGV, Viseu não tem aeroporto e na presunção que o deputado Pedro Alves não é omnipresente, como é que se explica que tenha conseguido, segundo consta, na passada quarta-feira estar em Tabuaço com o conterrâneo ministro Álvaro Santos Pereira, à tarde no Plenário da Assembleia da República e à noite na reunião da concelhia de Viseu do PSD?
É tão curioso isso como o facto de no seu registo biográfico constar como Presidente da Comissão Politica Distrital da JSD de Viseu, cargo que deixou há mais de 8 anos ou, a função de Vice Presidente da Direcção dos BVV cargo do qual julgo terá apresentado demissão. Será que possui mesmo o dom da ubiquidade?