02/07/2014

À atenção da Dra Juíza Rute Maria Sobral

O acórdão, citando a jurisprudência, sublinha: “O  homem politico expõe-se inevitável e conscientemente a um controlo atento dos seus actos e gestos, tanto por parte dos jornalistas como pela massa dos cidadãos, e deve mostrar uma maior tolerância sobretudo quando ele próprio produz declarações públicas que se prestam à crítica”.