30/03/2015

Perderam um bom motivo para festa!

Avisa-se o gabinete da propaganda e o gestor do centro histórico que este fim de semana não foi apenas o momento em que muda a hora! Foi também dia nacional dos centros históricos mas pela Sé não se deu conta de iniciativa alguma!

29/03/2015

Correio pela manhã.

Há tempos, numa visita ao parlamento, um ilustre político e dirigente nacional do PSD dizia-me, em conversa, que achava curioso como a oposição de Almeida Henriques se preocupava com ele. No seu entender e tendo trabalhado com ele no Governo sabia-o descuidado e muito previsível pelo que bastaria dar-lhe tempo para que, por si só, fizesse a sua desgraça política. Hoje, ao dar com um anúncio de meia página sobre a Feira de São Mateus no pasquim onde faz publicar a sua rotineira coluna política lembrei-me dessa conversa ou será que foi moeda de troca pela festarola recente promovida pelo Correio da Manhã e apadrinhada pelo Município no Multiusos? Um dia que se conheça a factura de quanto de dinheiros públicos este Executivo já gastou e continua a gastar em publicidade teremos todas essas respostas...

Tiro ao boneco!

Um, dois, três... diga lá outra vez!

Flop primaveril


2014 já era e o Viseu Spring Festival proposto pela Sra Vereadora da Cultura ainda está para acontecer! Com a Primavera de 2015 à porta alguém lhe traduziu o anglicismo e lá vem mais do mesmo, aliás bem ao nível do que é capaz de fazer... copiar as ideias de outros e chamar-lhe de suas!


Politica do alcatrão e betão!

Atenção Dr. Almeida Henriques, agora que mudou o discurso de ex-governante para autarca não se acanhe a pedir! Ainda vai a tempo de pedir uma ligação Aveiro- Viseu-Londres! Será mais fácil assim ligar Viseu à Europa.

Pela árvore se conhecem os frutos!

Miguel, a iniciativa tem mérito de facto, mas para plantarem no interior do Parque, primeiro tinham de limpar o matagal depois tinham de limpar o lixo e isso dá muito trabalho. Assim plantam no passeio junto à estrada que dá publicidade e o que importa mesmo é a fachada!
E não estarei enganado se só voltarmos a ouvir falar desse deserto perto lá para 2017, com mais promessas.