19/10/2015

O Zé da Jota!

O que têm em comum Passos Coelho, Guilherme Almeida, António Costa, João Paulo Rebelo, José Seguro, Pedro Alves ou Miguel Relvas? À tentação do leitor responder "a incompetência" eu não discordarei, mas a resposta correcta, para a finalidade deste texto, será são todos ex-jotas e, de uma forma ou de outra, fizeram, ou estão a fazer, o seu caminho colados à "mão protectora" dos partidos.
Há muitos adjectivos com competência (coisa que falta nas jotas) para classificar a juventude a maioria deles positivos e justos. Eu aprecio a juventude que merece ser classificada por esses adjectivos. Como não gostar de gente descomprometida, empenhada em evoluir, que questiona tudo, procura respostas, capaz de pensar por si, capaz dizer e escrever o que pensa sem medo de correr riscos em navegar contra a corrente? Como em tudo na vida, há um outro tipo de juventude, uma juventude que tendo nascido para singrar sem esforço, não vai além da vaidade do próprio umbigo, não pensa além do rebanho, evita desafios, joga pela certa sabendo que será recompensada por ser cinzenta.