13/11/2018

Descubra as diferenças!


O Estado cumpridor!

Os Bombeiros Voluntários de Viseu avisam que o socorro no concelho poderá parar em breve. Estão sem dinheiro porque o Estado deve 108 mil euros. Corporação tem cerca de 30 funcionários que podem ficar sem salário se não receber 54 mil euros até ao final do mês

Uma por dia...

Ancorado no Pavia!

Aconselha-se!

Um evento prometedor! Um casamento interessante entre o vinho e a leitura!

Fake news?

Passam a vida a achincalhar-nos!

Tendência Zero!

Caro eleitor,

2019 é ano eleitoral. Vale a pena olhar no site do Parlamento para o desempenho dos deputados eleitos pelo distrito de Viseu. Alguns conseguem a proeza de ao fim de três anos de presença no hemiciclo nem uma pergunta colocarem sobre o distrito e as suas gentes! Continuem a votar em gente deste calibre e depois queixem-se que vão para lá pintar as unhas!

Uma por dia...

Cof, cof, cof...

11/11/2018

Dos relatórios de gestão e contas da Viseu Marca!

Comunicado

À atenção da Comunidade Viseense e OCS locais


A Associação Viseu Marca, através de um comunicado feito no seu site oficial, corroborado pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Almeida Henriques, em entrevista dada a um jornal local, anunciou a disponibilização online da informação relativa à sua boa gestão social. 
Acontece que, ao contrário do que foi solicitado por vários deputados da oposição e por uma boa centena de munícipes, através de uma petição pública, para que disponibilizassem os Relatórios e Contas da Viseu Marca a organização apenas disponibilizou a IES (Informação Empresarial Simplificada) dos anos de 2016 e 2017.
Ao arrepio da prometida transparência e rigor, pretendem assim os responsáveis criar uma nebulosa que esconda a verdadeira informação de gestão. Atente-se por exemplo, que nem sequer os anexos P e O da IES são disponibilizados na sua totalidade mas, tão só nos resumo o que não espelha da ética e do prometido profissionalismo de gestão de quem responde por dinheiros públicos. Restam pois questões e consequentes dúvidas que se colocam além da ofensa pública a esses cidadãos ao afirmarem que “só por manifesta ignorância ou falta de seriedade se pode afirmar que as contas da Viseu Marca não são públicas ou transparentes“ e que importa esclarecer, a bem da cidadania activa. 
Para que efectivamente sejam transparentes é necessário que seja apresentado o que há muito lhes vem sendo pedido e que até agora tarda em aparecer: Os Relatórios de Gestão e Contas referentes à Viseu Marca dos anos de 2016 e 2017.
É pois, esse acto de gestão e de transparência pública que se espera que a Viseu Marca assuma sem subterfúgios nem falsas e ilusórias manipulações da verdade.

Os cidadãos subscritores da petição
(Recebido por email)

Uma por dia...

Os parques são aéreos e os edifícios ancora afundaram! Coisa estranha!