16/02/2019

Força aí, galera!


A comunidade brasileira em Viseu cresce todos os meses. Além de já fazerem parte da vida da cidade estão nas redes sociais com força!

SOS Parque do Fontelo!


O Fontelo já estava a necessitar de cuidados mas a tempestade Leslie em Outubro do ano passado deixou o "pulmão da cidade" em muito mau estado. Àrvores em mau estado, zonas vedadas sinalizadas, sem limpeza, sem acesso ao parque infantil e com o percurso de manutenção sem possibilidade de utilização (até o site está offline). Quase 6 meses depois este é o espelho da governação autárquica! 

15/02/2019

Guardem para memória futura!

Antevisão!


Oh Pedro Escada, já estou a imaginar o momento. Com uma Aliança destas o Almeida não aparece no copo de água!

O vinho é que educa e o Sobrado é que sabe!


Um excelente exemplo que contrasta com a péssima decisão da Autarquia de ter acabado com os Jogos Desportivos.

A Internet é uma chatice!

14/02/2019

Só um exemplo!


O Youtube faz muito mais pelo turismo e atracção de estrangeiros que 100 campanhas do Sobrado... e o preço para o erário público é zero!

Não vá o sapateiro além da chinela!

Fosse de facto o CDS Viseu um partido que se preocupa com o Concelho e este freguês não tinha sequer que se preocupar com o calçado... alguém em tempo lhe calçava um par de patins!

13/02/2019

Carvalho ou cerejeira?

Fernando Ruas na ocasião quando se propôs a si próprio ir para Bruxelas para explicar aqueles burocratas a diferença entre um carvalho e uma cerejeira devia ter percebido que os que estão lá por missão são uma parca excepção! A maioria está para se servir e pelos vistos na opinião dessa maioria Ruas também não serviu bem! É a vida!

Mirtilo Man

Pese o facto da Autoridade Nacional de Segurança precisar de mais meios e de o Rui Santos na SIC no Tempo Extra dizer do Sec Estado do Desporto o que o diabo não diz da cruz o facto é que o homem farta-se de trazer coisas para Viseu, agora até o VIII Encontro Nacional Produtores de Mirtilo, imaginem!. Ainda fazem dele candidato a Presidente da CMV.

Agora o IMI

Se a autarquia já aplica como diz "a taxa mínima de IMI, os 0,3%, continuará a aplicar os descontos para famílias numerosas e também a minoração da taxa de IMI no centro histórico" onde quer o PS diminuir o IMI?

Oh Grão Vasco, vem cá abaixo ver isto!

Não admira que tenham que ser projectos inclusivos. Colocar no mesmo trono a actual detentora do cargo e a sua antecessora não é fácil. Já agora, não há homens na Direcção do GV? 

Fumo na central

As locais dão destaque ao projecto de biomassa pronto a arrancar em Viseu. Criando 30 empregos directos difícil será justificar financeiramente os restantes 270 indirectos que supostamente criará esta unidade, questões que também o Alexandre Azevedo Pinto aqui coloca! Para além disso, se bem que as desvantagens deste processo energético são poucas a questão da desflorestação de florestas, além da destruição de habitats e as dificuldades no transporte e no armazenamento de biomassa sólida devem ser equacionadas. Portanto, se os "ecopontos florestais" são um investimento privado como foi anunciado em Março de 2018 nada há a opor nas facilidades concedidas pela autarquia. Se são como agora se anuncia suposta contrapartida desse investimento com o recurso a meios públicos então antes da "chaminé" do Mundão começar a funcionar já se queimaram uns euros do erário na expectativa do retorno improvável. O que resta das florestas todos os anos flageladas pelos incêndios, se não houver equilíbrios vai a seguir.