22/06/2019

Crítica Social da Semana - O mau político

Estava para aqui a imaginar como seria um mau político, o pior político possível, daqueles sem escrúpulos nem vergonha. Daqueles que metem a mulher a trabalhar numa entidade semi-pública sob a alçada deles, por eles controlada, ao melhor estilo de um nepotismo descarado e indecoroso.

Evidentemente que um mau político desses pagaria um ordenado principesco à esposa, e muitas vezes essa “senhora” nem tinha de estar no posto de trabalho. De seguida o cacique criava várias empresas. Imaginemos que essas empresas se chamam GRUPO MIDGET LDA (nome fictício). Obviamente que o agora político/empresário arranja vários testas de ferro, com uns negócios em nome da mulher, outros em nome da cunhada, e torna esses negócios fornecedores de serviços dessa entidade semi-pública, tipo um saco azul.

20/06/2019

O músico da Praça!


Basta uma simples "imersão" no Google para concluirmos que o "CR7 dos vereadores" (sem ofensa para os demais) nada tem de inovador.
Nada se inventa, tudo se plagia!

17/06/2019

A real ficção I – Ler o amanhã

Hoje, 10 de Outubro de 2019, passada a euforia da campanha e a espuma das ideias voltamos à rotina do quotidiano.

Tempo de balanço dizem uns, tempo de projectar o futuro, dizem outros e por mim basta-me o presente de saber que é Dia Mundial da Saúde Mental, há que fugir de tanto lamento, promessas e balelas do costume.

Como diz o povo, as moscas lá vão mudando, mas de resto tudo se mantém! Foram 3 meses de porco no espeto, de sardinhada da boa, da boa pinga do Dão e no resto da campanha nem uma ideia diferenciadora para o Distrito, uma expectativa positiva, um compromisso com uma visão sustentada… mas também para quê! Pão e circo é bom e quem não gosta?!