21/10/2020

Viseu Vírus Zero – Uma proposta, 25 medidas!

Perante o cenário que se avizinha o concelho de Viseu devia adoptar um comportamento proactivo de defesa e desde já estudar a melhor forma de combater a 2ª vaga do Covid-19 contribuindo para a saúde da população em geram e dando um contributo sério e um apoio adicional no esforço nacional para evitar o colapso do sistema de saúde em especial no CHTV. Muitas destas responsabilidades cabem ao governo central mas em tempo de pandemia e de urgência não podemos ficar à espera da decisão de Lisboa. Em Viseu terão que ser os viseenses pelos viseenses.

Assim, salvo melhor opinião, fica para quem a quiser entender como sua a proposta de trabalho abaixo cujo objectivo é o de focalizar entidades, empresas e cidadãos no combate ao SARS-COV2 e reunir esforços concentrando recursos para um combate mais efectivo à 2ª vaga do vírus tornando Viseu um concelho de casos zero!

 

Importa uma vez mais, esclarecer, sensibilizar, organizar e normalizar todos os agentes no processo de decisão e de comunicação por forma a que todos os viseenses, da freguesia à cidade, saibam:

• Interpretar os conceitos básicos da pandemia,

• Identificar os sinais e sintomas, vias de transmissão e período de incubação,

• Interpretar o modo de diagnóstico da doença e o tratamento e os factores de risco;

• Identificar as medidas de prevenção geral e no local de trabalho face à COVID-19;

• Definir as medidas de higiene a implementar no dia-a-dia e no local de trabalho.



Nesse sentido devia a autarquia promover uma reunião online alargada com todos os agentes da protecção civil, presidentes de junta de freguesia, oposição, padres e associações do concelho por forma a sensibilizar os vários intervenientes para a problemática do combate ao vírus e discutir entre outros os seguintes aspectos:

1. Reforço das equipas dos profissionais de saúde em IPSS, lares e centros de saúde;

2. Reforço dos meios humanos e materiais do sistema municipal de protecção civil;

3. Apoio da autarquia na administração da vacina da gripe aos grupos de risco e outros interessados nas farmácias e juntas de freguesia;

4. Reforço da fiscalização e sensibilização da PSP, GNR e PM junto da população, condutores, comércio e serviços para o cumprimento das leis e normas da DGS;

Sensibilização por parte dos presidentes de junta junto de idosos e população em geral para o cumprimento rigoroso das medidas da DGS e manutenção de rotinas evitando contacto com pessoas fora do seu círculo familiar;

5. Sensibilização por parte dos padres junto dos fiéis para uma aplicação rigorosa das medidas DGS; evitar concentração nas igrejas, baptizados, casamentos e nas idas ao cemitério em alturas dos Finados;

6. Sensibilização junto de empresas e instituições para o cumprimento das medidas de higiene e etiqueta respiratória e adopção dentro do possível do teletrabalho e equipas em “espelho”;

7. Reforço na limpeza e higienização de arruamentos, passeios, zonas de paragem de transportes públicos e restante mobiliário urbano;

8. Reforço da lavagem e higienização de equipamentos de deposição de resíduos sólidos urbanos, tais como contentores semi-enterrados, ecopontos e papeleiras.

9. Dispensar o trabalho presencial de todos os funcionários públicos cuja permanência nas instalações não seja imprescindível e organizar o seu trabalho a partir do domicílio ou o seu trabalho em horários desfasados;

10. Suspender todos os eventos sociais, desportivos, culturais e recreativos;

11. Adiar todas as actividades que impliquem delegações estrangeiras ou trânsito entre zonas identificadas de contágio;

12. Suspender o pagamento de estacionamento, nas zonas urbanas enquadradas por parquímetros tentando-se evitar a concentração de uso de transportes públicos;

13. Desconto de 50% na factura da água, saneamento e resíduos sólidos urbanos de Outubro, Novembro e Dezembro para empresas e comércio;

14. Desconto de 50% na factura da água, saneamento e resíduos sólidos urbanos aos consumidores domésticos que comprovadamente tenham visto os seus rendimentos diminuídos em valor superior a 50%.

15. Suspensão dos cortes de fornecimento de água e autorização para pagamento em prestações até 6 meses;

16. Possibilitar o pagamento das rendas e prestações de regularização de dívidas das famílias residentes em habitação social em 6 prestações mensais nos meses seguintes;

17. Possibilitar o pagamento das rendas dos arrendatários dos espaços comerciais sob gestão municipal em 6 prestações mensais nos meses seguintes;

- Isenção total durante o ano de 2020 das seguintes taxas municipais:

. Publicidade;

. Esplanadas e similares;

. Feiras e mercados;

18. Todos os idosos ou pessoas com deficiência que forem enviados para casa (utentes de Centros de Dia, Centros de Convívio ou Centros de Atividades Ocupacionais) devem ser monitorizados por respostas sociais e, sempre que se justificar, receberem apoio ao domicílio;

19. Reforçar o apoio social a idosos, doentes crónicos, pessoas com deficiência, entre outras situações vulneráveis, pelas equipas da freguesia e município;

20. Reforçar a entrega de cabazes de alimentos ao domicílio e noutros casos de refeições;

21. Reforçar o programa de apoio financeiro à aquisição de medicamentos;

22. Reactivar o Centro de Realização de Testes Covid e preparar o apoio ao CHTV em camas para isolamento e tratamento;

23. Criação de uma linha de apoio psicológico;

24. Melhorar a comunicação sobre os casos Covid no concelho mantendo a população permanentemente informada e

25. Activar o Gabinete de Gestão de Crise do município e reavaliar em permanência a situação e as medidas concretas em vigor.

 

Bom trabalho e cuidem-se! Melhores dias virão.

Sem comentários: