25/07/2020

As filas de espera ou o desrespeito pelo utente

Dificilmente encontraremos no nosso dia a dia alguém a quem esta pandemia não tenha obrigado a adiar compromissos, decisões, rotinas ou um simples exame médico. Não fujo a essa regra e há dias apercebi-me das implicações que isso acarreta, porquanto ao ter adiado um check up regular, percebi estar ultrapassado o prazo de realização dessas análises sanguíneas. Solução: voltar ao centro de saúde no edifício da Segurança Social e ali solicitar nova requisição. Ali chegado, depois de ter passado pelo centro da cidade e ter ficado chocado com o panorama na frente da CGD, encontrei igual cenário.

Num caso e noutro, longas e desordenadas filas de idosos, de mães com carrinhos de bébé, de gente com cara de desespero, literalmente debaixo de um sol abrasador, sem se perceber da presença de alguém, responsável ou segurança que desse resposta às dúvidas e anseios das pessoas ali presentes.

Desisti, desgostado com o que vi, por perceber que há certamente soluções para que aquela situação não acontecesse e se não há, criam-se. E o exemplo é tudo e tem que vir de cima, sempre! Só se lidera pelo exemplo, Agustina Bessa-Luís dixit.

21/07/2020

Para o futuro do Desporto em Viseu

A actividade física regular assume um papel relevante na promoção de um estilo de vida saudável e níveis elevados de actividade física durante a infância e juventude aumentam a probabilidade de uma participação similar quando adultos. No entanto, a realidade nacional tem revelado uma fraca aquisição de hábitos desportivos dos homens e mulheres portuguesas, sendo este quadro ainda mais preocupante no que se refere aos jovens, condicionando assim a qualidade de vida da nossa população.

Os hábitos de prática desportiva na sociedade portuguesa, quando comparados com outros países da Comunidade Europeia, são inferiores. E mais ainda quando olhamos o panorama desportivo no litoral comparado com o interior, onde Viseu se situa e excepção feita ao CF Tondela, verdadeiro fenómeno no futebol nacional, que contraria a norma também mais nenhuma outra modalidade se afirmou profissional e mediaticamente no País.

Viseu poderia pela dimensão e condições estruturais ser o polo aglutinador e dinamizador dessa dinâmica no desporto, mas em boa verdade se no tempo do vigor físico de Fernando Ruas ainda conheceu algum incremento, com a mudança para o executivo das festas e vinho, o ginásio, o Fontelo e a actividade física deixou de ser prioridade.